Ney Franco descarta briga pelo vice e promete focar Sul-Americana

Com a derrota por 2 a 1 para o Grêmio, o sonho do vice-campeonato brasileiro e da vaga direta na fase de grupos da Taça Libertadores ficou mais distante para o São Paulo. O Tricolor paulista estacionou na quarta colocação, com 59 pontos, e viu a equipe gaúcha passar o Atlético-MG (65) e assumir a segunda colocação com 66, faltando apenas três rodadas para final do Campeonato Brasileiro.

O técnico Ney Franco, na rápida entrevista coletiva concedida no estádio Olímpico, reconheceu que daqui para frente o time precisa se concentrar apenas na vaga para a fase inicial da Libertadores, que pode vir tanto pelo Brasileirão, como pela Sul-Americana – o campeão deste torneio se garante na fase prévia da Libertadores. E Ney já adiantou que vai lutar por esse título.

– Ficou muito difícil. Vamos agora pensar em confirmar a vaga que ainda não veio. O jogo de domingo, contra o Náutico, é decisivo. Teremos uma semana para mobilizar o grupo e trabalhar. Depois, virá o confronto da Sul-Americana, contra um adversário que ainda será definido, e vamos priorizar a busca do título – disse Ney.

O comandante são-paulino reconheceu a supremacia do Grêmio na etapa complementar.

– O Grêmio cresceu demais com a entrada do André Lima. No segundo tempo, nosso time ficou preso na marcação adversária, eles encaixaram o sistema de jogo. Tirei o Osvaldo para arrumar a nossa marcação pela esquerda, já que havia um corredor para o apoio do Pará pela direita. Criamos pouco no segundo tempo – explicou.

Com as alterações feitas na etapa complementar, o São Paulo terminou a equipe no esquema 4-2-4, com Lucas, Willian José, Luis Fabiano e Ademilson. Ney Franco deixou apenas Denilson como único marcador e Maicon tendo de fazer a cobertura na lateral e no meio-campo. Para o treinador, isso foi apenas uma circunstância da partida.

– Quando coloquei o Willian José na vaga do Jadson, tivemos o azar de sofrer o gol logo na sequência e aí ficou complicado buscar a recuperação. Mas foi algo circunstancial pelo que foi a partida – finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*