Nem espanhol de Luis Fabiano tira timidez de Centurión

Há um mês no São Paulo, o argentino Ricky Centurión tem só três jogos e ainda muita timidez. Prestes a substituir Alexandre Pato no clássico contra o Corinthians, o meia-atacante fez nesta semana seu primeiro treinamento com Luis Fabiano, mas pouco falou com o colega ao longo da atividade no CT da Barra Funda.

“Demora para entender quais as características minhas e as deles, mas tenho certeza de que a gente vai conseguir se entender da melhor maneira possível”, disse o centroavante de 34 anos, grande parte deles dedicados ao clube, onde é o terceiro maior artilheiro da história.

Por ora, no entanto, a parceria não é das mais afiadas. “Rapaz, está difícil… A gente tenta se comunicar, e ele é um pouco tímido ainda. Tem o tempo de adaptação ainda, mas está difícil trocar uma ideia com ele”, diverte-se Luis Fabiano, que jogou muito tempo na Espanha e procura conversar com o colega em seu idioma. “Porque em português ele não entende quase nada ainda”, justifica o camisa 9.

Aos 22 anos, Centurión chegou ao São Paulo credenciado como um dos destaques do Racing campeão argentino do ano passado. Foi um pedido do técnico Muricy Ramalho, que queria um atacante velocista para disputar principalmente a Copa Libertadores. Mas, devido a uma suspensão da Conmebol, ficou fora de duas partidas da fase de grupos do torneio, incluindo a estreia contra o Corinthians, rival que enfrentará no domingo, pelo Campeonato Paulista.

A chance no domingo se deve ao fato de Pato não poder enfrentar o ex-clube por força de contrato. Apesar da ausência do artilheiro da equipe na temporada, Luis Fabiano torce para que seu novo parceiro, mesmo tímido, cumpra bem seu papel. “Nunca jogamos juntos, treinamos só uma vez. Então, eu não o conheço ainda, mas, independentemente de quem esteja do meu lado, minha função é a mesma. Muda o companheiro, mas espero que ele entre e dê conta do recado, nos ajude com sua qualidade, para vencer o jogo de domingo”, falou.

Doze anos mais novo do que o centroavante, Centurión prometeu corresponder. “O Luis Fabiano é um jogador com muita experiência, muita trajetória. Vou tratar de fazer o melhor para ajudá-lo”, disse, lacônico, em espanhol.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Nem espanhol de Luis Fabiano tira timidez de Centurión

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*