Na última derrota pro Figueira, Michel Bastos fez golaço contra o Tricolor

No domingo passado, o São Paulo manteve um tabu de 14 anos sem perder para o Palmeiras no Morumbi – Ganso fez o gol da vitória por 1 a 0. Agora, para enfrentar o Figueirense nesta quarta-feira, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, o Tricolor tem mais números a seu favor: há 17 jogos, ou 11 anos, não sabe o que é ser derrotado pelo time catarinense. No período, a equipe do Morumbi ganhou 11 partidas e empatou outras seis vezes.

O curioso nessa história é que, na última vitória do Figueira, ocorrida em 10 de agosto de 2005,Michel Bastos, hoje meia da equipe são-paulina, marcou um golaço de falta nos 3 a 1, na capital de SC . Ele ainda fez o cruzamento para um dos gols do atacante Adriano, que marcou duas vezes. Pelo Tricolor, Lugano, que voltou ao clube paulista neste ano, estava em campo naquela ocasião.

Michel Bastos São Paulo (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)Michel Bastos segue em recuperação de lesão na coxa direita (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Michel Bastos, no entanto, não estará em campo neste meio de semana. O camisa 7 ainda se recupera de um estiramento na coxa direita, sofrido na partida de volta contra o Atlético-MG, pelas quartas de final da Taça Libertadores da América. O departamento médico do São Paulo não estipula prazo para recuperação, mas o GloboEsporte.com apurou que o atleta ainda tem mais duas semanas de tratamento pela frente.

Contra o Figueirense, o atacante argentino Centurión, o único jogador do elenco a ser titular nas quatro partidas da equipe no Campeonato Brasileiro, será o substituto de Michel Bastos mais uma vez.

Veja informações do São Paulo para a partida contra o Figueirense:

Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis
Data: quarta-feira, às 21h45 (de Brasília)
Escalação provável: Denis; Bruno, Maicon, Lugano e Matheus Reis; Thiago Mendes, Wesley (João Schmidt), Kelvin, Ganso e Centurión; Alan Kardec.
Desfalques: Calleri, Wilder, Breno, Rodrigo Caio, Caramelo, Carlinhos, Mena, Michel Bastos e Hudson
Arbitragem: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS), auxiliado por Rafael da Silva Alves (RS) e Lucio Beiersdof Flor (RS)

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.