Na ‘bolsa de valores’ do São Paulo, o regular Ganso tem ações em alta

Se as ações do São Paulo no Campeonato Brasileiro estão em queda, o mesmo não se pode dizer de Paulo Henrique Ganso. O tão questionado camisa 10 tem sido o jogador mais regular da equipe após a Copa do Mundo e se mostra cada vez mais um “investimento” confiável para a equipe.

Do talento do meia, ninguém nunca duvidou. Mas a análise de seu desempenho nos últimos jogos mostra um jogador mais participativo, às vezes decisivo, até genial. Regularidade. Justamente o requisito que mais faltou às “organizações Ganso” nos últimos anos.

Contra Bahia, Goiás, Chapecoense, Bragantino e Criciúma, adversários do São Paulo no pós-Copa, Ganso só teve atuação discreta contra os goianos, na reestreia de Kaká. O camisa 8 foi quem brilhou, com um gol, e domingo, contra o Vitória, a dupla terá mais uma chance junta.

Kaká volta ao time após se recuperar de dores na panturrilha direita e encontrará um Ganso que passou de ameaçado a sair do mercado por causa de sua contratação a um dos mais eficientes do time.

Quando recebeu o camisa 8, Muricy imaginava o time só com ele na armação e sem Ganso. Mas agora os números mostram. O maestro faz por merecer um lugar no time e a confiança de treinador e torcida.

No Campeonato Brasileiro, Ganso lidera em assistências, sua principal qualidade. Foram cinco, de acordo com o Footstats. Também é quem mais driblou no São Paulo, com 21, e com mais chutes a gol, também 21 vezes. São sete certeiros, atrás apenas de Luis Fabiano: 11.

São dados que soam irônico para quem já foi criticado por atuar longe do gol e não gostar de entrar na área, como seu treinador tanto reclama.

Ainda falta para Ganso e, sobretudo o São Paulo como um todo, alcançar o índice esperado na bolsa de valores do futebol brasileiro. O meia marcou dois gols na competição, ambos contra o Flamengo. Já a equipe venceu apenas um dos jogos pós-Copa no Nacional e está a nove pontos do líder Cruzeiro. A diferença é grande e o mercado é cruel. Apostar em Ganso pode ser uma saída.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*