Muricy Ramalho exalta dupla Jadson e Ganso: ‘Não posso separá-los’

Uma das mudanças no São Paulo para o jogo com o Vasco foi a escalação de Jadson no meio-campo ao lado de Ganso, diferentemente do que havia acontecido contra a Ponte  Preta. Os dois conduziram o time na conquista da vitória por 2 a 0, em São Januário, a segunda seguida no Campeonato Brasileiro.

O técnico Muricy Ramalho explicou a entrada de Jadson no meio. Para ele, não há como o São Paulo abrir mão de um jogador de sua categoria e que costuma frequentar a lista de convocados para a seleção brasileira sob o comando de Luiz Felipe Scolari.

– A gente precisava tratar melhor a bola. Foi por isso que voltei com o Jadson. Um jogador do naipe dele, de Seleção, não posso deixar no banco. Ele não chegou de graça na Seleção – explicou Muricy.

O treinador lembrou que não pode ficar refém de um sistema de jogo. Isso acabaria dificultando a escalação da dupla de meias. Para ele, Ganso foi fundamental na vitória, controlando o jogo, principalmente no segundo tempo quando o Vasco se abriu.

– Quando o time não está rendendo, volto no tempo antigo e coloco os melhores. Hoje, é difícil dois meias jogarem juntos, mas não posso separá-los por isso. É minha obrigação achar lugar para os dois. O Ganso roubou bolas, passou bem e organizou nosso time. Ele só precisa de profundidade. Se tocar em um jogador lento e a bola voltar para ele não acontece nada. Ele foi acostumado assim no Santos e estamos tentando achar os caras que casem com ele – disse Muricy.

O próximo jogo do São Paulo é contra o Atlético-MG, quarta-feira, no Morumbi. A vitória sobre o Vasco, pelo menos, garantiu ao time uma rodada fora da zona de rebaixamento.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.