Muricy diz que Ganso foi melhor em campo e que não vai poupar o camisa 10

O técnico Muricy Ramalho foi enfático ao escolher o melhor jogador do São Paulo no triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória, neste domingo (09), em Salvador. “O Ganso. Disparado”, resumiu o comandante tricolor em entrevista coletiva após a partida. Em grande fase, o meia tem papel determinante para o atual momento da equipe paulista, que não perde há cinco rodadas no Campeonato Brasileiro (quatro vitórias e um empate). Prova disso é que ele não vai participar de nenhum revezamento feito entre os titulares.

“Ele é inteligente, se posiciona bem e sabe dosar. No caso do Ganso, quem corre é a bola. Ele está bem fisicamente e não vai ser poupado”, avisou Muricy.

Neste domingo, o técnico tomou decisão diferente sobre outros jogadores. Nomes como Paulo Miranda, Alan Kardec, Michel Bastos e Kaká começaram no banco de reservas a partida contra o Vitória.

“A gente não tomou nenhuma decisão para poupar, mas porque alguns jogadores estavam no limite e corriam risco de sofrer algum problema grave. Os exames mostraram isso”, explicou o treinador do São Paulo.

Além do risco de lesão, Muricy usou a estratégia de jogo para explicar por que tirou alguns titulares no início: “A gente vinha acompanhando o comportamento durante a semana, e alguns estavam sentindo. Se a gente tivesse colocado em campo, eles não conseguiriam produzir”.

O São Paulo apostou fortemente em contragolpes contra o Vitória. Para isso, Muricy montou o time num 4-2-3-1 e usou muito a velocidade nos lados do campo (Ademilson pela direita e Osvaldo pela esquerda).

Entretanto, o Vitória conseguiu encontrar espaços nessa formação e dominou o jogo no início do segundo tempo. O time baiano chegou a empatar o confronto, e então Muricy recorreu aos titulares. Michel Bastos e Kaká entraram e ajudaram na virada. Alan Kardec estava pronto para ir a campo, mas o segundo gol fez com que o treinador preferisse Paulo Miranda.

“Eu conversei com eles ontem e avisei que nós íamos mexer no time. Todo mundo aceitou bem. Eles aceitaram porque eu sou um técnico com experiência nesse sentido e porque o nosso ambiente aqui é muito bom hoje em dia”, finalizou Muricy.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*