Muricy diz que faltou improvisação e não aceita desculpa por jogo ruim

Muricy Ramalho acredita que o São Paulo facilitou o trabalho do Chapecoense neste sábado (19), na derrota por 1 a 0 na 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador afirmou que era necessário mais dribles e mais improviso para poder furar a retranca da equipe de Santa Catarina.

Os jogadores deixaram o Estádio do Morumbi afirmando que o time do sul do país foi muito bem na marcação e que o resultado não devia ser motivo de preocupação.

“Nós não encaixamos nosso jogo, eles não deixaram espaço e não tivemos oportunidades claras. Foi muito forçado. A impressão é que a gente ia jogar até amanhã e não fazer o gol. Eles vieram por uma bola, com todo mundo atrás e foi isso que aconteceu”, disse o técnico.

“Quando se joga assim, é importante o drible, colocamos um garoto para isso, o Ewandro, mas não adiantou. A nossa chance era essa, driblar, com Osvaldo, com ele, mas eles marcaram muito bem. Hoje, no Brasileiro, é difícil encontrar um time com um driblador”, completou.

O comandante ainda afirmou que não é permitido oscilar tanto para buscar a taça do Brasileirão. De acordo com ele, o São Paulo não tem motivos para mudar tanto uma atuação após a boa vitória em cima do Bahia na quarta-feira.

“Nós  treinamos muito, não tinha porque oscilar. Não pode ficar toda hora procurando motivo pelo mau desempenho. Nós tivemos tempo para treinar e encontramos dificuldades que já sabíamos que íamos encontrar. Faltou trabalhar a bola, ter calma. Aceitamos muito a marcação”.

O São Paulo folga neste domingo e volta a treinar na segunda-feira. O próximo compromisso está marcado só para o próximo domingo, diante do Goiás, no Serra Dourada.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Muricy diz que faltou improvisação e não aceita desculpa por jogo ruim

  1. As principais fraquezas do técnico Muricy Ramalho:

    1) Não sabe ou não quer aproveitar bem os garotos: só os coloca após os 35 minutos do segundo tempo, quando o time está perdendo! Seria para queimá-los?

    2) Não sabe substituir.

    3) Não sabe mudar o esquema de jogo durante a partida, principalmente quando o time está perdendo.

    4) Tem certos protegidos, que não são substituídos, mesmo quando ineficientes. Ex. Maicom.

    5) Há momentos que lhe dá um APAGÃO e ele fica perdido na lateral do campo.

    6) Insiste em contratação de figurões, mas não sabe tirar o melhor deles!

    Conclusão: técnico parcial, ineficiente e atrasado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*