Muricy crê em desgaste menor do Cruzeiro mesmo com decisão

O São Paulo divide sua atenção desta reta final do Campeonato Brasileiro com partidas decisivas da Copa Sul-americana e vem sofrendo com o desgaste físico, mas continua com o objetivo de alcançar o líder Cruzeiro no Nacional. O time celeste também encara uma maratona de partidas, pois chegou à decisão da Copa do Brasil, mas Muricy Ramalho entende que os mineiros têm mais condições de suportar a sequência.

“O Cruzeiro também está em duas competições, mas tem o melhor plantel do país, que está formado há muito tempo. Se olhar bem, quando troca jogador, a qualidade e a intensidade do time não mudam. Mesmo quando trocam, continuam muito parecidos. Esse time sempre sofre menos”, avaliou.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Muricy vê o plantel do Cruzeiro mais pronto para suportar sequência de jogos decisivos

O São Paulo é o vice-líder do Brasileirão, com 59 pontos, cinco a menos do que o Cruzeiro. Neste domingo, o Tricolor enfrentará o Vitória, em Salvador, ainda sofrendo com o desgaste da viagem para o Equador no meio da semana.

Pela Copa Sul-americana, o time dirigido por Muricy Ramalho está classificado para a semifinal, fase em que enfrentará o Nacional, da Colômbia. Apesar de elogiar a força de seu elenco, o treinador são-paulino costuma lembrar que o grupo não é tão numeroso, o que aumenta o cansaço neste momento de decisões.

Já a Raposa, que neste domingo encara o Criciúma, no Mineirão, precisa guardar forças também para a final da Copa do Brasil. Depois de ter eliminado o Santos na semifinal, o time celeste encara o arquirrival Atlético-MG na decisão do mata-mata.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Muricy crê em desgaste menor do Cruzeiro mesmo com decisão

  1. Concordo com o Murici quando ele diz que o time do Cruzeiro troca jogador e a intensidade do time não muda; discordo quando diz que é pela qualidade dos atletas mineiros, afinal, muitos dos titulares e reservas cruzeirenses foram refugados por times aqui de SPaulo. Na minha opinião, a diferença é que o time do Cruzeiro tem um padrão de jogo e o segue, independente do nome nas costas da camisa. Ao contrário, o SP vive dependente da qualidade de seus jogadores, do meio pra frente, e do voluntarismo de todos, já que, até hoje, ninguém é capaz de reconhecer um padrão tático do SPFC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*