Muricy conversa com titulares e comanda treino fechado no CT

O técnico Muricy Ramalho não vai revelar a escalação do São Paulo para enfrentar o Bragantino, nesta quarta-feira, às 22h, em Ribeirão Preto, pela terceira fase da Copa do Brasil. O treinador comandou uma atividade com portões fechados para a imprensa, nesta terça, no CT da Barra Funda, e não indiciou os titulares.

A atividade durou aproximadamente 45 minutos. Segundo a assessoria de imprensa do clube, Muricy realizou um trabalho de posicionamento dos jogadores. Quando os jornalistas foram liberados, os atletas já participavam de um recreativo, sem qualquer pista sobre a formação.

Antes do treino, o técnico reuniu os titulares para uma conversa no gramado. Na estreia de Kaká, o Tricolor não teve boa atuação e foi derrotado por 2 a 1 pelo o Goiás, no Serra Dourada, se distanciamento dos primeiros lugares do Brasileirão. São agora nove pontos de desvantagem para o líder Cruzeiro.

Para enfrentar o Bragantino, Muricy não contará com Kaká, poupado, além do zagueiro Antônio Carlos (panturrilha esquerda), o atacante Osvaldo (pancada no quadril) e o centroavante Alan Kardec, que já defendeu o Palmeiras no início da competição nacional.

O meia Boschilia e o atacante Alexandre Pato devem ficar com as vagas na equipe. Outra possibilidade é Rodrigo Caio voltar para a zaga, abrindo espaço para Maicon entrar novamente como volante. Assim, Lucão deixaria o time.

A provável formação é a seguinte: Rogério Ceni, Douglas, Rafael Toloi, Lucão (Maicon) e Alvaro Pereira; Rodrigo Caio, Souza, Boschilia e Ganso; Ademilson e Alexandre Pato.

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Muricy conversa com titulares e comanda treino fechado no CT

  1. Não entendo!
    Não seria melhor treinar junto sempre o time titular contra os reservas?
    Quem sabe assim melhoraria o desempenho de, pelo menos, um deles, que pudesse ser aproveitado no próximo jogo.
    Outra coisa que tb não entendo (sou meio burrinho mesmo):
    Toda as vezes que o time vai treinar compactação de espaços, e isto não é feito só pelo Murici, não, vimos o Felipão tb na selecinha, encurta-se o campo de treinamento. Aí o que acontece? As linhas de jogadores são obrigadas a ficarem juntas, dado as dimensões do espaço existente e, quando volta para o campo normal de jogo, é o mesmo que não tivessem treinado nada, ficando distantes uma das outras, como estamos cansado de ver.
    Não seria melhor treinar a tal compactação, no campo em seu tamanho normal de jogo, corrigindo-se os defeitos apresentados?
    Eu só quero entender . . .

    • Cara, perfeita análise.

      Outra coisa que nosso treinador não deve fazer. Pega o time reserva e monta como um time pequeno e faz com que o time titular use criatividade e fure o bloqueio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*