Mesmo fora de campo, Ganso é personagem do San-São

Mesmo fora do clássico, Paulo Henrique Ganso é um dos principais personagens. Em atrito com diretoria e torcida do Santos, o meia é alvo do São Paulo, que já tentou contratá-lo duas vezes, e deve fazer uma nova proposta ao adversário de hoje nos próximos dias.

O camisa 10 não entra em campo porque está com uma lesão muscular na coxa esquerda. De acordo com o Peixe, ele sentiu o desconforto no duelo com o Bahia, dez dias atrás e, desde então, faz fisioterapia para voltar aos gramados.

Mesmo após ter duas propostas negadas pela cúpula santista, há otimismo no Morumbi para a chegada do jogador. Para evitar atritos e amenizar o clima antes do SanSão, a diretoria tricolor evitou o assunto nos últimos dias. No entanto, após o jogo de hoje, haverá uma retomada das tratativas e uma definição não demorará a sair.

Isso porque as inscrições para o Brasileirão podem ser feitas apenas até o dia 21 de setembro, antes da 26 rodada. Ganso já jogou cinco vezes pelo Peixe. Se atuar mais duas, não pode ser inscrito por outro clube no campeonato.

O assunto foi tratado tão abertamente pelo São Paulo, que Ney Franco gerou polêmica. O treinador chegou a afirmar que já tinha feito um rascunho de como o jogador atuaria em sua equipe. Na sequência, Ganso disse que seria um prazer atuar pelo Tricolor. As duas declarações irritaram a diretoria do Santos, que soltou uma nota oficial reprovando as atitudes e afirmando que o jogador só sairá caso algum clube deposite os R$ 23 milhões a que o Peixe tem direito.

A primeira proposta são-paulina foi de cerca de R$ 11 milhões ao clube rival. A seguinte foi um pouco superior e agora o Tricolor pode chegar a R$ 17 milhões.  Entre São Paulo, Ganso e DIS (empresa detentora de 55% dos direitos econômicos do atleta), não há impedimentos para a negociação.

Depois da polêmica, Ney Franco disse que tinha guardado o rabisco na gaveta e usaria, ao contrário, para marcá-lo no clássico de hoje. Mas, por enquanto, Ganso só aparece no noticiário de negociações.

Fonte: Lance

2 comentários em “Mesmo fora de campo, Ganso é personagem do San-São

  1. Paulo Pontes, bom dia!
    Você precisava abrir no seu site um espaço para comentários pré-jogo para que os internautas são-paulinos possam postar suas opiniões. Seria interessante conhecer a expectativa que cada torcedor tem a respeito do time antes e depois dos jogos já com o seu tradicional “opinião de são paulino” pós-jogo.
    Outro fato que gostaria de pedir sua opinião é por que o São Paulo demora tanto para contratar um jogador? Claro que sei o São Paulo não quer rasgar dinheiro, mas essa delonga me desanima muito como torcedor. Clube que quer contratar mesmo um atleta precisa ser ágil e rápido, pois caso contrário fica para trás.
    Veja no caso do Luís Fabiano, tudo correu em sigilo e quando o assunto saiu na imprensa, o jogador já estava contratado.
    Essa contratação do Ganso tem tudo para dar o mesmo final errado que deu a do jogador Nilmar e num passado um pouco mais distante a do jogador Zé Roberto, que hoje está no Grêmio e ainda joga muita bola (é o meia que até hoje não temos) Nos últimos tempos já tenho percebido que quando a ‘novela’ de contratações do São Paulo começa a se arrastar muito, o jogador não vem.
    E, para mim, os dirigentes do São Paulo sabem ou desconfiam disso, mas ficam na mídia ‘enrolando’ o torcedor.
    Por fim, a nova novela parece ser o Lugano. O São Paulo está demorando tanto em convencer o jogador a voltar e ele ficando na reserva na Europa está ficando sem ritmo. Na última sexta, mais uma vez, ele foi mal atuando pela seleção do seu país. Se ele vier, qual Lugano virá? Esse negócio de que ele tem muita história com a camisa do São Paulo não vai resistir por muito tempo.
    Um grande abraço, e só para deixar registrado, não me iludo mais com o time do São Paulo para este ano

    • Regis, a ideia do Opinião de São-paulino pré-jogo é muito boa e passaremos a implantá-lo já na próxima partida, contra o Atlético-MG. Quanto ao Lugano, prefiro apostar que ele vai se encaixar muito bem no São Paulo do que imaginar que ele vai viver para sempre a má fase que está vivendo hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*