Mesmo com desatenção atrás, Muricy constata evolução do São Paulo

O empate por 1 a 1 contra o Criciúma irritou atorcida do São Paulo, mas o técnico Muricy Ramalho viu evolução do time em relação aos dois jogos passados do Campeonato Brasileiro. Apesar de completar três partidas seguidas sem vitórias no Nacional, o treinador gostou da quantidade de chances criadas.

“Nós tivemos um volume de jogo bom, com posse de bola, e fizemos o goleiro adversário trabalhar, que era o que eu pedia nos jogos passados. Nossos dois atacantes criaram muito, principalmente o Pato, que teve seis ou sete oportunidades. Isso me deixou satisfeito, porque nos outros jogos foram muito pouco. Mas não saio contente com o resultado, porque os caras deram um chute no gol e fizeram”, afirmou.

A falta de eficiência de Alexandre Pato tirou a paciência da torcida, que chegou a gritar o nome de Luis Fabiano, vetado pelo departamento médico em função de dores na coxa direita. No decorrer do segundo tempo, Alan Kardec enfim mandou a bola para a rede.

Porém, aos 34 minutos, o Tricolor falhou atrás. Depois de cobrança de falta de Lucca para a área, Rogério Ceni deu rebote para o meio da área e Rodrigo Souza aproveitou com liberdade para mandar para o gol. O treinador, então, lamentou por mais uma desatenção são-paulina em jogada aérea.

 

“Nós treinamos essa jogada, mas, na hora em que chegou, tomamos o gol. Isso é falta de atenção. Se você não treina, não tem como reclamar de nada. Mas a única oportunidade que eles poderiam ter era bola parada. Foi uma falta perigosa e rápida, mas muito bem batida. Só não podemos ficar dentro do nosso gol como ficamos”, comentou.

Os jogadores também não gostaram da maneira como o São Paulo sofreu o gol. “É sempre um problema de bola parada. Nós treinamos, mas a bola estava quase dentro do nosso gol e acho que faltou comunicação”, declarou Paulo Henrique Ganso.

Depois da partida deste sábado, o elenco são-paulino ganhou dois dias de folga, pois tem reapresentação marcada no CT da Barra Funda apenas para a manhã de terça-feira. A próxima partida será contra o Vitória, dia 10, novamente no Morumbi.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*