Mena reconhece falta de reserva, mas diz que sempre vai pedir para jogar

O lateral esquerdo Eugenio Mena vive uma situação curiosa no São Paulo. Contratado no início do ano para disputar posição com outros três jogadores (Reinaldo, Carlinhos e Matheus Reis), ele tornou-se o único dos titulares do clube que não tem reserva, praticamente forçando o técnico Edgardo Bauza a escalá-lo desde o princípio na partida contra o São Bento, neste domingo, às 16h (de Brasília), no estádio Walter Ribeiro.

Mesmo reconhecendo que ter um jogador na disputa pela posição faz falta, ele assegurou que iria para o jogo do final de semana de qualquer forma, já que está se sentindo bem fisicamente. A maioria dos jogadores escolhidos frequentemente por Patón receberá um descanso por causa da partida decisiva contra o River Plate-ARG, na quarta-feira, pela Copa Libertadores da América.

“Se eu estiver bem fisicamente eu vou jogar, não importa qual jogo seja. Aqui a  gente tem o Carlinhos, machucado, mas eu estou bem, me sentindo bem fisicamente e à disposição do Bauza. A maioria descansa, mas seu estiver bem vou sempre querer jogar”, comentou o chileno, que viu até o lateral direito Bruno ser improvisado na sua posição enquanto ele estava a serviço da seleção do seu país.

A “seca” de reservas começou em fevereiro, quando Reinaldo, bastante criticado pela torcida, foi emprestado para a Ponte Preta. Matheus Reis, promovido por Osorio ao elenco principal, no ano passado, ficou fora da lista de inscritos no Campeonato Paulista. Carlinhos, por fim, conseguiu sua maior sequência de jogos no Tricolor, chegando a 12 seguidos, mas sofreu um estiramento na coxa direita no último minuto da partida contra o Linense, há dez dias, e só deve retornar em maio.

“São dois jogos importantes que temos pela frente, o primeiro agora domingo, que é para disputar o primeiro lugar do nosso grupo, depois tem o River Plate, que é importante na Libertadores para ver se a gente tem a possibilidade de avançar dentro da Copa. Acho que o Bauza está certo, tem que dar prioridade para o descanso. Tem jogador para disputar a titularidade e fazer um bom jogo contra o São Bento”, assegurou Mena.

Com 22 pontos conquistados, o Tricolor está dois atrás do líder do Grupo C, o Osasco Audax. O time da Grande São Paulo encara o Santos, na Vila Belmiro, no mesmo horário do jogo dos são-paulinos, e, para que os comandados de Bauza se classifiquem, é preciso que os osasquenses sejam derrotados na vila e os paulistanos vençam em Sorocaba.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*