Médico do São Paulo explica lesão de Alexandre Pato

Alexandre Pato será ausência no São Paulo pelo quarto jogo consecutivo no próximo sábado, às 11h, diante do Grêmio, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante tem uma mialgia na parte posterior da coxa direita decorrente de uma pancada no duelo contra o Santos, na 14ª rodada.

A lesão de Pato criou alguns questionamentos. Durante o jogo contra o rival, no dia 10 de agosto, o jogador não apresentou nenhum sintoma de dor, apesar de ter sido substituído aos 36 minutos do segundo tempo após marcar dois gols na vitória por 3 a 2.

O médico do São Paulo, José Sanchez, explicou ao GloboEsporte.com a situação de jogador:

– Ele teve uma pancada no jogo contra o Santos e não se queixou de nada na hora. Segunda-feira à tarde, ele fez o regenerativo com os demais jogadores e não sentiu nada. Na terça, no treino, não se queixou de nada. Na madrugada de terça para quarta, se queixou de dor na região perto do glúteo. Iniciamos a investigação e fizemos ressonância, tomografia e ultrassom – afirmou José Sánchez.

– Quando fizemos a ressonância ele não tinha lembrado onde tinha sido a pancada. Aí ficou pior ainda para fazer o diagnóstico. Se ele leva um chute, tem lógica. Se cair, sabemos. Aí, tudo bem. Quando ele não lembra, e a gente também, não tem como – acrescentou.

Desde o dia 14 de agosto, Alexandre Pato segue em tratamento no CT da Barra Funda em dois períodos, alternando trabalhos no campo e reffis. Segundo José Sanchez, o jogador foi diagnosticado com um edema, que causou a mialgia na região próxima do glúteo direito.

– O caso do Pato continua sendo uma mialgia em decorrência de um edema e está evoluindo muito bem. Ele está conseguindo dia a dia subir o nível – afirmou Sanchez.

– Mialgia (mio, de músculo, e algia de dor) é um sintoma. O edema é o que causa a mialgia. Mialgia nada mais é do que uma dor no músculo – explicou o médico.

Pato evoluiu nos últimos dias, mas ainda não tem uma data exata para retornar. A ideia inicial do clube é tê-lo em campo novamente no dia 7 de setembro, contra o Internacional, em Porto Alegre. Os treinos da próxima semana poderão dar um novo panorama sobre a condição dele.

Na última quinta-feira, Pato apareceu no treino para acompanhar os companheiros nas atividades do dia. Antes dos demais, porém, ele realizou trabalhos com os fisioterapeutas do clube na parte interna do CT.

O departamento médico do São Paulo ainda conta com outros jogadores em recuperação, como Hernanes (lesão no músculo adutor da coxa direita), Pablo (lesão no ligamento do tornozelo direito) e Rojas (cirurgia no joelho direito).

– Nós estamos tratando para melhorar. Os exames estão aqui, qualquer profissional que queira ver, sempre com a autorização do jogador, eu posso mostrar. Não estamos aqui para esconder a verdade – finalizou José Sanchez.

Além dessas ausências, Arboleda virou dúvida porque sentiu uma fibrose (cicatrização de uma lesão) na coxa esquerda, não treinou dois dias com o grupo e pode desfalcar o São Paulo contra o Grêmio, neste sábado, às 11h, no Morumbi.

Desta maneira, Bruno Alves tem chances de retornar. Assim, o provável time deve ter: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero e Daniel Alves; Antony, Toró (Vitor Bueno) e Everton.

Fonte: Globo Esporte

O Portal Tricolornaweb traz “Notícias Antes do Jogo” a partir das 9h, com os bastidores de tudo o que antecede a partida. A partir das 10h40 abriremos nossa transmissão diferente, de forma comentada, pela Rádio Tricolornaweb

6 comentários em “Médico do São Paulo explica lesão de Alexandre Pato

  1. Dr.Sanches;

    Está demais a insegurança de um medico !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Medicina não é assim !!!
    É ciencia e pode ser explica de maneira quase exata!!!

  2. Mostrar exames? De que forma isso justificaria o Rojas ter que fazer outra cirurgia meses depois da primeira, antes mesmo de voltar a jogar?

    Quanto em salários o SPFC perde em razão dessas decisões?

    Isso acontece com os médicos do Real Madrid, Barcelona, Manchester, PSG? Duvido…

  3. Mas que coisa sem pé né nem cabeça, vai fazer o exame porque está sentindo dor, mas não sabe onde foi a pancada? Isso está parecendo episódio do Didi Mocó e Dedé Santana.

  4. Uma coisa que eu gostaria de saber: como são contratados os profissionais do departamento médico e da preparação física? São indicações políticas? Existe alguma sorte de nepotismo? Quem avalia os currículos?

    A declaração do Carlinhos Neves ao sair, me deixou preocupado. A de que o São Paulo não era o mesmo que conhecia. Isso indica que, hoje, talvez, não se almeje o mesmo padrão de excelência de outrora.

    • O Carlinhos foi indicação do Cuca, geralmente ele trabalha com o treinador, mas dos dois clubes que saiu anteriormente, Atlético MG e Santos o Carlinhos foi muito criticado, foi apontado como o responsável por estourar jogadores e não conseguir dar condicionamento ao time, vamos observar esse novo rapaz que chegou para o lugar dele.

      Em relação à fisioterapia, ao menos um dos nosso fisioterapeutas é um dos melhores do Brasil, reconhecido mundialmente, o Sasaki.

      O dr. Sanchéz já está lá desde a época em que o último dinossauro habitou a terra.

  5. Caso Arboleda….solta nota q não preocupa, depois informa q sera dúvida….alguma coisa não bate no DM, pra quem foi referência…PENA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.