Marco Aurélio Cunha procura time para M. Bastos

A saída de Michel Bastos do São Paulo no fim desta temporada já está definida. A questão, agora, é definir onde o jogador vai em 2017.

O Tricolor tenta usar o meia como moeda de troca em alguma negociação. Porém, os outros clubes passaram a barganhar, pois já sabem que ele não faz mais parte do planejamento de Ricardo Gomes.

Por isso, o Cruzeiro não quis, em um primeiro momento, envolvê-lo nas transações com o atacante Willian ou com o lateral-esquerdo Mena. O Santos, por sua vez, ofereceu apenas jogadores reservas ou emprestados para ficar com Michel Bastos.

Mesmo assim, o São Paulo acredita que ainda poderá fazer um bom negócio com Michel. Afinal, na opinião dos dirigentes são-paulinos, o camisa 7 tem potencial para jogar em qualquer clube de primeira linha e um currículo de peso, com participação em Copa do Mundo.

“Não subestime um jogador. Às vezes, ele está muito mal em um clube, muda de camisa e vira monstro. Aí, não é para reclamar de quem liberou. Pelo contrário, é para ficar contente, porque o cara merece jogar em outro lugar e tocar a vida dele. Acho que vai aparecer. Ele tem muito mercado”, disse o diretor executivo de futebol do São Paulo, Marco Aurélio Cunha.

Como se cogitou também uma troca de Michel Bastos por Rafael Marques, do Palmeiras, a diretoria do São Paulo não vê problema em fazer negócio com um arquirrival – algo que em outros momentos não encarado de maneira positiva.

“Com toda a honestidade, não tenho problema com isso. O jogador não deu certo aqui, pode dar certo no rival. E daí? Acho que temos de deixar de lado o passional para fazer o futebol melhor” , afirmou Cunha.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*