Majestoso opõe aflição do São Paulo à cobiça do Corinthians pelo título

Com quase metade dos pontos somados pelo líder Corinthians (53 a 27), o São Paulo terá a chance de deixar a zona de rebaixamento justamente diante da equipe de melhor campanha do Campeonato Brasileiro. Os rivais medirão forças em um Majestoso com horário inusitado, às 11 horas (de Brasília) deste domingo, no Morumbi.

No São Paulo, o clima é de confiança, muito em função do triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória, no último final de semana, em Salvador. O resultado fez a equipe treinada por Dorival Júnior deixar a 19ª e penúltima colocação e subir para o 17º lugar.

Assim, se vencer o clássico, o Tricolor finalmente estará fora da zona de rebaixamento, já que a Chapecoense e a Ponte Preta, dois dos seus concorrentes diretos na parte de baixo da tabela, irão se enfrentar em Santa Catarina.

“É um jogo-chave, talvez o mais importante que teremos daqui para a frente”, ressaltou o centroavante Lucas Pratto. “Vencer o clássico nos dará muita confiança para os próximos jogos, que serão bastante difíceis também. Ganhar do nosso arquirrival nos deixaria com a moral muito alta, porque seriam duas vitórias consecutivas”, avaliou o argentino.

O Corinthians também almeja somar uma segunda vitória consecutiva, o que confirmaria a sua reação após um início ruim de segundo turno. O time que foi derrotado em casa por dois dos concorrentes do São Paulo na parte inferior da tabela, o Vitória e o Atlético-GO, além de ter caído diante do Santos na Vila Belmiro, vem de um resultado positivo sobre o Vasco.

A vitória por 1 a 0 da última rodada, no entanto, foi assegurada com um polêmico gol de braço de Jô – o mesmo centroavante beneficiado por um gesto de fair play do zagueiro são-paulino Rodrigo Caio, que o livrou de um cartão amarelo, nas semifinais do Campeonato Paulista. Depois, houve a eliminação na Copa Sul-Americana diante do Racing, na Argentina, com um empate por 0 a 0.

“Infelizmente, a proposta de jogo do Racing, que ficou bem fechado na defesa, complicou a nossa equipe. Mas, de cabeça fria, vamos buscar a reação no clássico”, pregou o meia Jadson, com passagem pelo clube do Morumbi. “Ficamos bem tristes com a eliminação. É muito ruim sair de uma competição. Mas ainda temos o Brasileiro e precisamos manter a concentração”, concordou o lateral esquerdo Guilherme Arana.

Na expectativa de frustrar os planos do Corinthians, time que ainda não derrotou neste ano (foras duas derrotas e três empates até então), o São Paulo provavelmente terá o meia Christian Cueva de volta à equipe titular. O peruano foi decisivo contra o Vitória e deverá retornar no lugar do garoto Lucas Fernandes.

Após cumprir suspensão, o volante Jucilei, ex-corintiano, é outro que poderá reassumir o seu posto no meio-campo são-paulino. O mesmo não vale para o lateral esquerdo Edimar, que viu Júnior Tavares se destacar em Salvador e tende a começar no banco de reservas.

Do outro lado, o Corinthians terá a sua formação considerada ideal pela 12ª vez no ano, a quinta pelo Brasileiro. Preservados contra o Racing, o lateral esquerdo Guilherme Arana (recém-recuperado de lesão muscular na coxa direita), o volante Maycon e o meia Rodriguinho (expulso em menos de três minutos na Argentina) serão novamente titulares da equipe de Fábio Carille.

O Majestoso também será prestigiado fora de campo. Mais de 50.000 ingressos foram vendidos de forma antecipada. A expectativa é de que os são-paulinos quebrem mais uma vez o recorde de público do campeonato – 56.052 pagantes, na vitória por 3 a 2 sobre o Cruzeiro, em 13 de agosto, no Morumbi. Por determinação da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, apenas a torcida mandante se fará presente no estádio.

“Talvez seja o jogo mais importante do ano para nós. Viemos crescendo, estamos com o nosso torcedor. Provavelmente, será mais um recorde de público batido no Campeonato Brasileiro. É o jogo para a gente vencer e sair disso de uma vez por todas”, projetou o volante Petros, outro ex-corintiano.

Pelo Corinthians, também sobrará disposição. “É um clássico, um jogo à parte. Podem ter certeza de que as duas equipes virão com muita vontade, com todas as suas forças. Será uma grande partida, uma guerra dentro de campo”, previu Arana.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X CORINTHIANS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 24 de setembro de 2017, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa (ambos do RJ)

SÃO PAULO: Sidão; Éder Militão, Robert Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Petros; Marcos Guilherme, Jucilei, Hernanes e Christian Cueva (Lucas Fernandes); Lucas Pratto
Técnico: Dorival Júnior

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô
Técnico: Fábio Carille

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.