Maicon cobra empenho no São Paulo: “Faltam compromisso, vontade e luta”

Compromisso. A palavra tão usada no São Paulo no fim do ano passado e no começo deste ano por dirigentes e até pelo presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, chegou também ao elenco. Nesta sexta-feira, o zagueiro Maicon cobrou justamente isso e fez forte crítica ao desempenho do time, ameaçado de eliminação na fase de grupos da Taça Libertadores.

– Faltam mais compromisso, vontade e luta. Aí, sim, vamos conquistar. Ficamos chateados com os resultados, mas vamos trabalhar. Não tem jogo fácil na Libertadores. Nome não conta e sim 11 contra 11. Pela grandeza do São Paulo, não merece estar onde está. Temos de jogar com mais vontade e procurar uma resposta. O que falo de falta de compromisso é de uma maneira positiva. Nós jogadores, me incluindo, temos de olhar para os erros e corrigir – opinou.

– Precisamos de humildade para reconhecer. Está faltando algo. Esperamos que nós e o treinador possamos resolver esse problema. Estamos vendo muitos falando do treinador, mas somos nós que entramos em campo. Se algo ruim acontece, a culpa é nossa. Não fujo dos problemas, mas vamos trabalhar para mudar essa fase – completou o zagueiro.

Reserva no empate por 1 a 1 com o Trujillanos, na última quarta-feira, na Venezuela, Maiconminimizou o pacto de três vitórias em busca da classificação na Libertadores feito pelos jogadores no vestiário após a partida. Pelo nível do elenco e grandeza do clube, inclusive, o defensor vê a passagem de fase como obrigação.

– O São Paulo não precisa de pacto para vencer. Com a grandeza e nível do elenco, temos obrigação de classificar. Sabemos do nosso potencial. Temos de memorizar na cabeça que temos obrigação de classificar. Respeitamos os outros times do grupo, mas pelo nível do clube temos essa condição. Os resultados não foram os desejados, mas está em nossas mãos para dar a volta por cima – afirmou.

Sem vencer há quatro jogos, Maicon sabe que uma derrota neste domingo, contra o Ituano, no Novelli Júnior, pelo Paulistão, aumentaria a crise do São Paulo.

– Qualquer derrota piora nossa situação. Estamos sem vencer e se perder domingo piora tudo. Todos precisam estar preparados para vencer. O Ituano é muito rápido e jogará em casa. Tem de entrar ligado, porque será difícil – disse.

Com dois pontos, na terceira posição do Grupo 1 da Libertadores, o Tricolor volta a campo pela competição continental no dia 5 de abril, contra o Trujillanos, no Morumbi. No Paulistão, o time soma 13 pontos, na segunda colocação do Grupo C.

 

Fonte: Globo Esporte

 

Nota do PP: pelo que anda falando – e até jogando – começo a achar que se o São Paulo tivesse dez Maicons (e um Ganso), seria imbatível.

Um comentário em “Maicon cobra empenho no São Paulo: “Faltam compromisso, vontade e luta”

  1. comece dando nomes dos jogadores que não querem no soberano para gente manda embora

    lula volta a mãos de juiz moro sera que agora ele é preso

    pra sempre soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*