Maicon chega ao São Paulo sonhando em ficar até o fim da temporada

O zagueiro Maicon foi apresentado pelo São Paulo nesta quinta-feira no CCT da Barra Funda.  Após realizar sua primeira atividade em campo ao lado dos reservas e dos jogadores que não atuaram durante muito tempo na derrota para o The Strongest, o defensor falou com a imprensa e afirmou que não esperava se transferir para o Tricolor quando recebeu o convite. Ele é o sexto reforço do Tricolor para a temporada e chega com a missão de preencher a carência da equipe no setor defensivo, que vem sofrendo com o desfalque de Breno e com as recorrentes falhas de Lucão.

A saída de Maicon do Porto aconteceu de maneira conturbada. A imprensa portuguesa chegou a publicar que o jogador e o departamento médico do clube acabaram tendo uma rixa, o suficiente para decretar o fim da trajetória do zagueiro em Portugal. Segundo o jogador, não houve nenhum conflito entre as partes e ele apenas resolveu aceitar a proposta de um grande time do futebol brasileiro.

“Aconteceram coisas que no futebol acontecem, faz parte do dia a dia. Tive sete anos no Porto de muitas glórias e títulos. O futebol é assim. Recebi o convite do São Paulo, uma coisa que eu não esperava no momento e eu via que era o momento ideal para dar um salto. A minha relação com o Porto é amigável, então estamos em paz, não se passou nada. Não exitei em vim pra cá”, disse o novo zagueiro tricolor expondo um certo incômodo.

Maicon, que assinou contrato com o São Paulo até o dia 30 de junho, não poderá jogar a final da Libertadores caso a equipe do técnico Edgardo Bauza chegue até o estágio decisivo da competição. No entanto, ele tem esperanças de permanecer no clube até o final da temporada e disputar também o Campeonato Brasileiro. “Na verdade eu não vim só para jogar a Libertadores. Temos o Campeonato Paulista, o Brasileiro para disputar. Então não quero ficar apenas por seis meses, mas sim até o final da temporada”.

Revelado pelo Cruzeiro, o novo zagueiro tricolor afirmou que é um jogador muito diferente em relação ao que saiu do Brasil em 2008. Após um longo período atuando na Europa, Maicon acredita ser um jogador combativo, ressaltando sua vontade nos treinamentos, fato que vem sendo exigido por parte da torcida são-paulina. No entanto, deu sinais de que os atacantes adversários terão que tomar cuidado, já que gosta de ‘trombar’.

“Mudei muito durante esses oito anos, era muito magro, ganhei massa muscular. O jogo é mais rápido na Europa. Sou um jogador alto, veloz, gosto de trombar e essas são as minhas caraterísticas. Gosto de combater, treinar bem, dar o máximo nos treinos”, finalizou.

Ainda não há certezas se Maicon poderá estar à disposição do técnico Edgardo Bauza já no próximo domingo, contra o Rio Claro, pelo Campeonato Paulista. O treinador argentino deverá contar no setor defensivo com Lucão, Lyanco, Rodrigo Caio e promover a tão aguardada estreia de Lugano. Caso não vá à campo, o novo reforço tricolor fará companhia a Breno, que segue fora tratando de lesão.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*