Maicon analisa passagem pelo São Paulo e diz não se arrepender de nada

Maicon se transferiu do São Paulo ao Galatasaray, da Turquia, no fim de junho. Autor de quatro gols no novo clube, o zagueiro ajuda o time turco a liderar o campeonato nacional com a melhor defesa da competição local.

Em entrevista ao “Goal”, o zagueiro fez um balanço sobre a passagem de um ano e meio pelo Morumbi. Veja as perguntas e as respostas de Maicon sobre o Tricolor na entrevista.

Que tipo de equilíbrio faltou para você e o São Paulo terem mantido a boa fase?

– Todos são responsáveis [pela queda de rendimento]. A partir do momento que os resultados são ruins, ninguém pode ser isento de culpa. Se pararmos para analisar, não teve um jogador que não tenha caído de rendimento. Todos caíram, é normal. Eu, Maicon, caí de rendimento. Mas, é bom dizer, nunca estive morto. Fui embora do São Paulo com a consciência de ter feito um bom trabalho.

Maicon em ação pelo Galatasaray, da Turquia (Foto: Reprodução/twitter)

Maicon em ação pelo Galatasaray, da Turquia (Foto: Reprodução/twitter)

Acredita que a torcida são-paulina tenha pegado no seu pé de forma mais exagerada?

– É como eu falei antes, não pode existir apenas um culpado. No ano passado, quando a equipe mais precisou, a defesa esteve bem. A nossa defesa acabou entre as cinco melhores do Campeonato Brasileiro. O time fez poucos gols, mas o rendimento defensivo foi muito bom. Já neste ano, o time começou com um sistema ofensivo muito eficiente e um sistema defensivo não tão forte. Logo, sofremos muitos gols.

– Claro que a cobrança precisa existir, eu era o capitão do time e um dos líderes do grupo. A cobrança sempre atinge quem está por cima. Não sei se [as cobranças] foram justas ou injustas, mas não poderia ter sido apenas em cima de mim. No fim, acho que foi para todos. Sempre procurei dar o meu melhor. Não sou perfeito, erro como todo mundo, mas, repito, deixei o São Paulo satisfeito com o bom trabalho.

Se tivesse a oportunidade de mudar algo na passagem pelo São Paulo, o que seria?

– Não mudaria nada. Fiz um trabalho sério e digno, nunca faltei com respeito. Errar todo mundo erra. Errei no São Paulo, errei no Porto e posso errar aqui no Galatasaray também. Se o trabalho é honesto, não há motivo para arrependimentos. Dei o meu melhor dentro do São Paulo, não me arrependo de nada.

Acha que poderia atingir o posto de ídolo se tivesse permanecido no São Paulo?

– Eu poderia ficar mais dez anos no São Paulo, fazendo um bom trabalho, mas precisaria ganhar um título. Não existe ídolo sem título. Não existe jogador que fica dez ou quinze anos num clube e vira ídolo sem ganhar nada. O Hernanes, por exemplo, ganhou títulos no passado, foi importante, e agora voltou. O mesmo serve para o Lugano. Eles não se tornaram ídolos apenas pelo bom futebol, atingiram a idolatria porque foram campeões.

Maicon 72 jogos e cinco gols pelo São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)

Maicon 72 jogos e cinco gols pelo São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)

O São Paulo não cai mais?

– Se não estiver enganado, o São Paulo é um dos melhores times do segundo turno do Campeonato Brasileiro. Falar agora é fácil, mas sempre tive a certeza de que o São Paulo não seria rebaixado. O São Paulo tem um elenco muito forte, mas acho que faltou um pouco de sorte também. Às vezes não é só qualidade, às vezes é preciso contar com um pouco de sorte. O São Paulo é um clube que vai estar sempre no meu coração. Fico feliz que tenham saído da situação ruim que estavam.

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Maicon analisa passagem pelo São Paulo e diz não se arrepender de nada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*