Luís Fabiano diz ter pensado em parar de jogar após última expulsão

Em sua primeira coletiva no ano de 2013, Luís Fabiano revelou que chegou a pensar em nem estar no São Paulo nesta temporada. O atacante afirmou que quase parou de jogar futebol após ser expulso na final da Copa Sul-Americana do ano passado, na partida de ida, diante do Tigre.

O camisa 9 disse que já superou o episódio e justificou o acontecimento por causa da vontade excessiva que tem em defender as cores do time do Morumbi.

“Foi muito difícil, apesar de já ser água passada. É uma ferida que você cutuca e ainda dói. Aquela expulsão me fez pensar muita coisa ruim. Depois daquele jogo, eu pensei em, sei lá, até parar de jogar de futebol. O desânimo era tão grande que eu perdi a vontade de jogar futebol e só pensei em coisa ruim. Mas o futebol dá a oportunidade para você reverter a situação”, disse o artilheiro que teve 31 gols na temporada passada.

“Em 2013, vai ser o ano que eu vou provar que estou preparado para grandes desafios e até de mostrar que tenho condições de melhorar. Eu, com a idade e experiência que eu tenho, mesmo já tendo disputado Copa, Elimiantória, grandes campeonatos, quando chega aqui, no São Paulo, a vontade é tão grande, o amor é tão grande, que eu acabo extrapolando. Mas esse ano é diferente. Vamos pensar de 2013 daqui para frente”, completou.

Com 16 cartões amarelos na temporada passada, o jogador preferiu não prometer uma média menor de advertências vindas do juiz, mas disse que tentará estar mais presente nos jogos. Com bom humor, ele explica como fará isso.

“Bonzinho jamais eu vou ser (risos). Mas eu tenho que melhorar. Tenho certeza que as coisas precisam melhorar. Não vou dizer que eu vou melhorar com certeza, que não vou ser expulso ou que não vou tomar um cartão, mas vou procurar melhorar”.

Luís Fabiano estará à disposição de Ney Franco para a estreia do Paulistão, no dia 19 de janeiro, diante do Mirassol, no Estádio do Morumbi. No dia 23, o jogo contra o Bolívar, ele também promete estar em campo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*