Lugano reclama de juiz, mas vê Tricolor com força para a Libertadores

O zagueiro Diego Lugano não poupou críticas ao árbitro chileno Julio Bascuñan após o São Paulo empatar por 1 a 1 com o River Plate, no estádio Monumental de Núñez. O uruguaio, que foi um dos seis tricolores amarelados no duelo, disse que o juiz se equivocou em lances que poderiam culminar em pênaltis para a equipe. Segundo o uruguaio, a participação de Bascuñan no confronto foi “polêmica”.

“Jogamos contra o último campeão da Libertadores de igual para igual. Fizemos um jogo equilibrado, mas achei a arbitragem polêmica. Se houve três lances de pênalti, ao menos um foi. No segundo tempo ele também deu um amarelo para mim e outro para o Maicon”, reclamou.

O ídolo, no entanto, se equivocou no número de lances que tiveram a interferência do juiz. Foram duas jogadas em que Bascuñan se complicou. Aos 46 minutos do primeiro tempo, Calleri pressionou o goleiro Barovero na saída de bola e foi empurrado por ele dentro da área. Apesar dos protestos, o árbitro mandou o jogo seguir. No segundo tempo, aos 36, Thiago Mendes foi ao chão após dividida com o zagueiro. O juiz, mais uma vez, ignorou as reclamações.

Para Lugano, o placar poderia ser melhor caso o São Paulo tivesse aproveitado as poucas oportunidades que criou. O resultado, contudo, foi valorizado pelo uruguaio. “O time sentiu um pouco a pressão de jogar aqui. Saímos daqui com força para encarar a Libertadores. Nós temos que fazer o torcedor acreditar na equipe com bons jogos, com jogos ao nível da camisa são-paulina. Foi só um empate e falta muito. Ainda está difícil”, declarou.

Chilean referee Julio Bascunan conducts the Libertadores Cup group 1 football match between Brazil's Sao Paulo and Argentina's River Plate at the "Monumental" stadium in Buenos Aires, on March 10, 2016. AFP PHOTO / JUAN MABROMATA / AFP / JUAN MABROMATA
O árbitro Julio Bascuñan complicou a vida do São Paulo ao ignorar dois possíveis pênaltis (Foto: Juan Mabromata/AFP)

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*