Lucas reencontra Milton Cruz, responsável por sua estreia no time do São Paulo

Dia 8 de agosto de 2010. Milton Cruz assumia o comando do São Paulo após a saída de Ricardo Gomes. E, no empate em 1 a 1 com o Atlético-PR, na Arena da Baixada, Lucas, ainda com o apelido de Marcelinho, deu início à sua trajetória no Tricolor Paulista.

Nos últimos minutos do duelo diante dos paranaenses, Milton Cruz lançou o garoto. Apesar do pouco tempo, o então camisa 37 mostrou potencial e a certeza de que poderia ser um dos principais nomes da equipe. Não demorou muito (apenas três jogos) e Lucas assumiu o posto de titular, de onde não saiu desde então.

“O Milton é um cara que conhece o grupo e o clube como ninguém. Todos nós gostamos muito dele. O elenco está com ele, está confiante. Tem tudo para fazer um bom trabalho diante do Cruzeiro”, disse Lucas, que agradece o suporte que recebeu de Milton Cruz desde que foi promovido ao elenco profissional.

“É um grande amigo. Desde que cheguei aqui no time profissional, ele sempre conversou bastante comigo, me apoiando e dando dicas. É um cara muito importante neste meu sucesso no clube”, completou o camisa 7 são-paulino.

Desde a estreia, muita coisa mudou para Lucas. Seja dentro de campo, como também fora dele. Ao todo, já são 102 partidas e 25 gols marcados. Para quem o acompanhou desde o início, é motivo de orgulho ver a evolução do jogador depois deste período.

“Ele amadureceu bastante, principalmente o posicionamento dele, a vontade de vencer os jogos. A parte física também evoluiu muito, pegou mais massa muscular e está aguentando mais o corpo a corpo. E ele também teve muito empenho dentro de campo”, disse Milton.

Quando foi promovido, Lucas atuava mais como um meia de ligação da equipe. Aos poucos, ele foi caindo para as laterais do campo e tem atuado como segundo atacante. Para o interino são-paulino, essa é a melhor forma para o camisa 7 jogar.

“Eu gosto mais do Lucas pelo lado, pois é um jogador mais de velocidade. Ali ele pode render mais. O meio de campo é congestionado, se você driblar um, já vai ter outro na sequência. Pelo meio você fica mais próximo do gol, mas estamos mostrando que pelos lados é melhor para ele”, concluiu Milton.

Fone: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*