Liderança e instabilidade: os retornos do Tricolor após pausas para Copas

O São Paulo voltará aos trabalhos nesta segunda-feira após nove dias de folga. Com a pausa no calendário nacional para a disputa da Copa América, o elenco comandado pelo técnico Cuca tenta se encontrar e dar fim à incômoda sequência de sete jogos sem vencer, período em que marcou somente dois gols.

A próxima partida oficial do São Paulo acontece somente no dia 13 de julho, contra o Palmeiras, no Morumbi. Até lá, Cuca terá tempo suficiente para fazer os ajustes necessários e tentar repetir o que o Tricolor fez ao retornar de paralisação no ano passado, após a Copa do Mundo da Rússia.

Em 2018, o São Paulo foi para a pausa decorrente da Copa do Mundo na terceira colocação, se despedindo do torcedor com uma vitória por 3 a 0 sobre o Vitória, no Morumbi. Após a paralisação, o Tricolor viajou ao Rio de Janeiro para enfrentar o então líder do Campeonato Brasileiro, o Flamengo, no Maracanã, e surpreendeu, saindo de campo com a vitória por 1 a 0 e assumindo a vice-liderança.

Daí em diante o São Paulo embalou uma sequência bastante positiva. Nas cinco rodadas seguintes, o Tricolor só perdeu um jogo, vencendo adversários importantes, como Corinthians e Cruzeiro, fato que fez com que o time comandado por Diego Aguirre assumisse a primeira colocação na tabela. Apesar do bom desempenho, Diego Souza, Nenê e companhia não conseguiram manter a toada, terminando o Brasileiro somente com uma vaga na Pré-Libertadores.

Mas o retorno do São Paulo ao Campeonato Brasileiro após pausa para uma competição de seleções nem sempre foi positivo. Em 2010, por exemplo, o São Paulo despencou após a paralisação para o Mundial da África do Sul. O Tricolor se despediu da torcida na sexta posição, vencendo o Grêmio por 3 a 1 no Morumbi. Quando voltou à ativa, o time perdeu três dos quatro primeiros jogos, empatando o outro, e caindo para a 14ª posição.

Como se não bastasse, a equipe comandada por Ricardo Gomes ainda foi derrotada na semifinal da Libertadores daquele ano pelo Internacional, o que custou o emprego do treinador do São Paulo, substituído por Paulo César Carpegiani.

Em 2014, ano em que a Copa do Mundo aconteceu no Brasil, o São Paulo também penou em seu retorno ao Campeonato Brasileiro. O time se despediu da competição em terceiro lugar, vencendo o Atlético-MG por 3 a 1, voltou a jogar depois de mais de um mês batendo o Bahia por 2 a 0, em plena Fonte Nova e assumindo a vice-liderança, mas sofreu com as oscilações daí em diante, se alternando entre a oitava e a quinta colocação nas rodadas seguintes. Somente na reta final que o Tricolor deu uma arrancada e acabou ficando com o vice-campeonato daquele ano, atrás do Cruzeiro.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.