Lesão ‘tirou’ um semestre de Antonio Carlos

Maior zagueiro-artilheiro do Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos (adotado desde 2003), com 28 gols, o experiente Antonio Carlos certamente não terminou a temporada como desejava. De titular absoluto no time do técnico Muricy Ramalho, o camisa 4 viu Rafael Toloi e Edson Silva darem conta do recado e se firmarem na equipe são-paulina. As seguidas lesões prejudicaram o defensor, que se destacou no primeiro semestre.

Durante a disputa do Campeonato Paulista e o início da competição nacional – antes da parada para a disputa da Copa do Mundo -, o marcador só não atuou em apenas uma partida: no triunfo sobre o Botafogo-SP (2 x 0), na última rodada da primeira fase do Estadual, quando o treinador são-paulino poupou os titulares.

No entanto, após a disputa do maior torneio de futebol do planeta, Antonio sofreu com algumas lesões e perdeu espaço no time. Assim, esteve em campo em somente 13 dos 40 jogos do clube após a Copa, sendo titular em 11. Ainda assim, os números mostram que o camisa 4 é importante para o comandante são-paulino.

Além de sua experiência, o zagueiro também contribuiu com os seus tradicionais gols para ajudar o Tricolor. Ao longo do ano, o defensor balançou as redes sete vezes e ficou apenas atrás dos homens de frente – além do goleiro Rogério Ceni (dez) – na artilharia do São Paulo em 2014. Luis Fabiano marcou 20 gols, Alexandre Pato 12, Alan Kardec dez e Paulo Henrique Ganso nove.

Dessa forma, Antonio Carlos conseguiu superar as suas próprias estatísticas de 2013, quando chegou ao clube no decorrer da temporada, e mostrou que é uma importante peça no sistema defensivo da equipe. No ano passado, o jogador atuou em 21 jogos (contra 41 de 2014) e marcou cinco gols.

Por isso, com a disputa da Libertadores da América pela frente, o experiente zagueiro pode ser uma das armas do Tricolor, que em 2015 partirá em busca do tetracampeonato da competição. Com a briga acirrada por um lugar na zaga, a presença de Antonio é garantia de que a disputa por posição poderá elevar ainda mais o nível dos atletas.

Vale lembrar que com 28 gols marcados no Brasileirão, o maior zagueiro artilheiro na era dos pontos corridos está a apenas um gol de igualar Junior Baiano (29), que também jogou no Tricolor, e, assim, se tornar o zagueiro com mais gols na história do campeonato. Dos 28 gols no torneio, cinco foram pelo São Paulo, 13 pelo Botafogo, seis pelo Flamengo e quatro pelo Fluminense.

 

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.