Lesão de Rodrigo Caio torna mais triste reapresentação tricolor

A volta do elenco do São Paulo aos trabalhos, na manhã desta terça-feira, já não teria razões para festa depois do empate com o Criciúma, no domingo. Mas a reapresentação após umresultado ruim no Morumbi foi ainda menos alegre para os jogadores do que de costume por conta da notícia da lesão de Rodrigo Caio.

“Acredito que o assunto de maior tristeza para nós não tenha sido nem o empate, mas a situação do Rodrigo Caio”, disse o atacante Alan Kardec, que teve o semblante fechado durante toda a entrevista.

Volante de origem no profissional, Rodrigo Caio atuou por muito tempo como zagueiro, mas ultimamente vinha se revezando entre a defesa e o meio-campo na equipe treinada por Muricy Ramalho. Destaque nos times inferiores da Seleção Brasileira, o jogador de 20 anos chegou a despertar interesse europeu, mas, no sábado, rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, motivo pelo qual ficará longe dos gramados por seis a oito meses.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Jogador de 20 anos rompeu ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo no empate com o Criciúma

“É um jogador muito jovem, que vinha de uma crescente muito boa. Um jogador dedicado, que acaba sofrendo uma lesão assim. Essa é a parte mais triste, a saúde está acima de tudo. Essa notícia nos deixa tristes. Mas temos que levantar a cabeça. Temos que jogar e lutar por ele”, comentou Kardec.

 

O São Paulo ainda não informou quando o prata da casa passará por cirurgia, o que deve ocorrer ainda nesta semana. Sem ele, Muricy poderá escalar Antônio Carlos ao lado de Rafael Toloi, já que o zagueiro se recuperou de estiramento na panturrilha esquerda e treinou nesta terça-feira.

O próximo compromisso no Campeonato Brasileiro, no qual não vence há três jogos, será no domingo, diante do Vitória, no Morumbi. A distância para o líder Cruzeiro é de nove pontos.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*