Kardec evita reclamação por reserva e pede calma com Bauza

Reserva na derrota por 3 a 1 para o São Bernardo, Alan Kardec preferiu não entrar em polêmicas e evitou reclamar sobre o fato de não ser titular da equipe. Após a partida, o atacante disse que seguirá trabalhando para conquistar a vaga.

“Não vou dizer decepção (com a reserva), mas todo mundo quer jogar. Vou continuar com essa mentalidade. As pessoas que estão ao meu redor me conhecem e sabe que não sou de desrespeitar ninguém”, afirmou à “Rádio Bandeirantes”.

O atacante também disse ter sido mal interpretado depois da partida contra o Mogi Mirim, quando afirmou que não houve uma comunicação por parte de Edgardo Bauza sobre a possibilidade de ele atuar em outra posição.

“Aquilo (declaração sobre Bauza) não foi em tom de crítica. Foi em resposta à uma pergunta que foi feita, porque sou um atleta que já atuou em outras funções. Não é que falta comunicação, ele é uma pessoa que trabalha no dia a dia, vitoriosa e veio para consertar algumas coisas que estávamos pecando no passado”, explicou Kardec, que tentou amenizar a pressão sobre o técnico argentino: “é um trabalho muito cedo, tem que ter paciência”.

Com a derrota, o São Paulo caiu para a segunda colocação do Grupo C do Campeonato Paulista, com 13 pontos, mesmo número da líder Ferroviária, mas perdendo no saldo de gols: 5 a 4. O próximo compromisso do time será pela Libertadores, na quinta-feira (10), quando visita o River Plate, na Argentina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*