Kaká pode estrear domingo. Mas diretoria quer esperar o Morumbi

O objetivo da diretoria do São Paulo era que Kaká estreasse no último sábado, contra a Chapecoense, no Morumbi. Segundo a diretoria do clube, isso só não aconteceu porque o meia não se sentiu seguro para jogar e pediu mais tempo de preparação. Agora, é possível que ele tenha totais condições para atuar no próximo domingo, em Goiânia, contra o Goiás, pelo Brasileirão. Mas o desejo da diretoria de ver a maior revelação do clube no Morumbi pesa para que a estreia aconteça apenas no dia 2 de agosto, contra o Criciúma.

Kaká já treina com bola desde a última semana no CT da Barra Funda. Nesta segunda-feira, participou da atividade no período da tarde sem qualquer limitação. A expectativa no clube é que ele tenha condições de participar da partida do próximo domingo, longe do Morumbi. Afinal, o meia já apresenta condição física equivalente aos companheiros e terá mais cinco dias de treinos até o jogo. Caberá a Kaká e ao técnico Muricy Ramalho, então, decidir se é válido atender ao desejo do presidente Carlos Miguel Aidar e da diretoria.

“A ideia era que ele jogasse contra a Chapecoense, mas ele pediu mais alguns dias para se preparar. Por mim, agora ele estrearia no dia 2, contra o Criciúma, porque preferia que ele estreasse no Morumbi. Mas vai depender dele. Aí é com ele e com o Muricy”, afirma Aidar. O presidente fala do próprio desejo, mas diz que não se colocará contra o jogador e a comissão técnica caso a decisão seja para que ele atue em Goiânia.

Fator determinante para a possibilidade de adiantar a estreia de Kaká para domingo é o resultado da partida que ele não jogou: o São Paulo perdeu por 1 a 0 da Chapecoense em casa, tendo amplo domínio da posse de bola e sem conseguir transformar a estatística em chances reais de gols. Kaká, no setor ofensivo, seria determinante para tratar a bola com mais qualidade e evitar um segundo fracasso seguido.

E para que Kaká jogue como titular – caso assim se decida, e não saindo do banco de reservas – não necessariamente Muricy terá de romper o esquema no 4-2-3-1 no qual monta o São Paulo desde o fim de 2013. O meia de 32 anos pode atuar em uma das laterais do setor ofensivo, como jogou em alguns momentos no Milan, na última temporada. Assim, Paulo Henrique Ganso seria mantido. A decisão pela saída seria, então, entre Ademilson e Osvaldo.

Seja no próximo domingo ou apenas no dia 2, Kaká estreará sem a companhia de Luis Fabiano, com quem jogou nos primeiros anos de São Paulo, há mais de uma década. O centroavante tem uma lesão na coxa direita e a programação é para que ele aguarde cerca de mais três semanas para voltar a jogar.

 

Fonte: Uol

3 comentários em “Kaká pode estrear domingo. Mas diretoria quer esperar o Morumbi

  1. Vão esperar o que? A “bola” ir para o brejo?
    Já deveria ter jogado no segundo tempo no sábado passado. Com certeza teríamos outro resultado . . .
    Kaká já !!!!!!!

  2. Se o jogador esta em condicoes,
    deve mesmo jogar onde quer que seja.
    Estamos cheios de MORUMBIZADAS na era Murici,
    que como a maioria dos treneros nossos,
    gosta mesmo e’ de medalhoes,
    treinar que e’ bom mesmo, NADA.
    Depois de um monte de dias treinando,
    nos enganamos direitinho no segundo jogo dentro de casa
    e com um timeko igual ao nosso, mas que em sua casa
    briga e muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*