Kaká não teme vaias em casa e avisa: “Não podemos perder mais pontos”

Recuperado de dores na panturrilha direita, Kakáestreará pelo São Paulo no Morumbi, contra o Vitória, neste domingo, às 18h30, pelo Campeonato Brasileiro.  A festa pelo retorno de um dos últimos ídolos formados na base do Tricolor, porém, contrasta com a necessidade da vitória. Para o meio-campista, a torcida não vaiará o time em nome da reação no torneio.

– Não tenho esse receio (vaias). Acho que vai ser muito legal. Contra o Criciúma, a torcida incentivou. No fim, teve vaias, mas eu acho isso normal. A torcida tem ajudado. Vamos tentar fazer o gol o mais rápido possível – afirmou.

As últimas partidas em casa não foram boas para o Tricolor. A esperança de o time embalar após a boa vitória sobre o Bahia, em Salvador, acabou rapidamente. A equipe perdeu para o Chapecoense e empatou com o Criciúma, além de ter contabilizado mais uma derrota, diante do Goiás, no Serra Dourada. São três rodadas de jejum.

– Nós sabemos que não podemos mais perder pontos, principalmente no Morumbi. Em casa, não pode mais acontecer. Não pelos adversários, mas pelo fator casa – disse o armador.

Os tropeços derrubaram o São Paulo na classificação. O time dirigido por Muricy Ramalho aparece agora na sétima colocação, com 20 pontos. Mesmo assim, Kaká ainda acredita que seja possível brigar pelo título e por uma vaga na Taça Libertadores de 2015.

– Eu me cobro bastante em relação a isso e sinto também do grupo. Vejo que os jogadores estão incomodados e insatisfeitos com a não sequência de vitórias. Estamos a nove pontos do Cruzeiro e a quatro do Corinthians. Não estamos tão longe. Se engrenarmos e mantivermos uma boa sequência de resultados, podemos buscar as primeiras posições.

Contratado durante a Copa do Mundo, Kaká estrearia na semana passada, contra o Criciúma, mas relatou dores na panturrilha direita após o jogo em Goiânia e acabou preservado. Nesta quinta, ele treinou no time titular ao lado de Ganso na armação.

– Vivo a expectativa da estreia. Não vejo a hora. Está tudo pronto, e eu estou preparado. Tenho feito uma boa semana de treinamentos. Vai ser uma emoção muito grande com meus familiares no estádio. Não acredito que isso vai me levar ao choro. Vai ser com muitos sorrisos e alegria. 

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*