Kaka marca, mas São Paulo perde do Goiás

A estreia de Kaká deixou uma boa impressão nos torcedores são-paulinos. Participativo, o meia marcou gol, orientou os companheiros, realizou passes em profundidade e teve plena participação nas bolas paradas. Porém, o camisa 8 não conseguiu evitar a derrota do Tricolor para o Goiás, no Serra Dourada, em partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com tentos de Amaral e Bruno Mineiro, a equipe do Centro-Oeste quebrou um jejum de quatro jogos sem marcar e voltou a somar três pontos, fato que não ocorria desde a sétima rodada.

Assim, o Esmeraldino chega aos 20 pontos e segue na primeira metade da tabela, esboçando o ingresso no G-4. Por sua vez, o clube do Morumbi segue estacionado nos 19 pontos, vendo o grupo dos primeiros colocados cada vez mais distante.

O clube de Goiânia volta a campo no próximo domingo, às 18h30 (de Brasília), para medir forças com o Fluminense. O palco do compromisso é o Maracanã. Já a equipe de Muricy Ramalho terá pela frente o Criciúma, no mesmo horário, mas sábado, no Morumbi.

O jogo – Para garantir a titularidade de Kaká, Muricy Ramalho formatou o São Paulo no 4-4-2, com Ademílson e Alan Kardec formando a dupla de ataque. O companheiro de Paulo Henrique Ganso no setor de articulação fora muito vaiado em seu primeiro toque na bola, mas buscou o jogo a todo o momento. Além das bolas paradas e arrancadas pela esquerda, a participação do reestreante foi marcada por uma bela ‘caneta’ aplicada em Moisés.

Porém, o Tricolor não incomodou nos 45 minutos iniciais. Álvaro Pereira teve trabalho para se livrar de Moisés na ponta esquerda e as saídas para o ataque dos volantes David e Thiago Mendes complicaram a formação visitante, que abusou dos passes errados. Neste quesito, Souza apareceu como destaque negativo.

Pressionado por voltar a marcar gols no Serra Dourada, o Goiás foi às redes aos 43 minutos. Em disputa aérea, o jovem Lucão cometeu falta em Érik e deu boa chance para os mandantes alçarem a bola na área. Na cobrança, David cobrou com precisão e viu o capitão Amaral testar firme, no canto esquerdo, sem dar chances para Rogério Ceni.

Entretanto, toda a emoção que não se fez presente na etapa inicial apareceu no segundo período. Logo aos dois minutos, o Esmeraldino ampliou sua vantagem. Em escanteio cobrado na direita, Amaral desviou de cabeça e protagonizou uma assistência para o experiente Bruno Mineiro, que testou firme, sem dar chances para Rogério Ceni.

Com nove jogados, o São Paulo quase diminuiu. Acionado na área, Alan Kardec ganhou da marcação e finalizou cruzado, mas viu Renan praticar uma grande defesa. O rebote ficou com Kaká, que carimbou a marcação em seu chute. Porém, na sequência, Alexandre Pato, substituto de Ademílson, concluiu mal, à direita da trave. No minuto seguinte, em cobrança de falta, Ganso assustou o arqueiro esmeraldino, que ficou estático, apenas presenciando a trajetória da bola, rente ao travessão.

A resposta do Goiás veio aos 11 minutos. O polivalente Érik, que auxiliou os companheiros na marcação, encontrou Ramón na área, com um belo passe, mas viu o meia ser travado por Rafael Tolói, no momento da finalização. Quando o relógio apontou a marca dos 15, Ganso recuperou a bola no meio-campo e encontrou Kaká, mas o camisa 8 esticou demais a bola e facilitou a recuperação mandante.

Aos 30 minutos, o jogador mais participativo do São Paulo foi premiado com um gol. Aproveitando bola espirrada pela defesa, Kaká, livre na área, só teve o trabalho tocar com calma, no canto esquerdo de Renan, para diminuir. Na sequência, Muricy, que já havia trocado Lucão por Maicon – deixando Rodrigo Caio como zagueiro –, voltou a ousar, sacando Souza e promovendo a entrada de Osvaldo, acentuando a pressão. Porém, de nada adiantou. O clube da casa se retraiu e encerrou o jejum com o resultado positivo.

 

 

FICHA TÉCNICA
GOIÁS-GO 2×1 SÃO PAULO-SP

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia-GO
Data: 27 de julho de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves-RS e José Antônio Chaves Franco Filho-RS
Cartões amarelos: David e Érik (Goiás-GO); Ganso (São Paulo-SP)
Público: 12.847 pessoas
Renda: R$ 538.155,00

GOLS:
GOIÁS-GO : Amaral (aos 43’ do 1T) e Bruno Mineiro (aos 2’ do 2T)
SÃO PAULO-SP: Kaká (aos 30’ do 2T)

GOIÁS-GO: Renan; Moisés, Jackson, Pedro Henrique e Lima; Amaral, Thiago Mendes, David e Ramón (Tiago Real); Érik (Valmir Lucas) e Bruno Mineiro (Welinton Júnior)
Técnico: Ricardo Drubscky

SÃO PAULO-SP: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Tolói, Lucão (Maicon) e Álvaro Pereira; Rodrigo Caio, Souza (Osvaldo), Kaká e Ganso; Ademílson (Alexandre Pato) e Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*