Jogos de SP e Corinthians no sábado mudam muito pouco para o clássico

São Paulo e Corinthians venceram suas partidas pelo Paulistão neste sábado: o clube do Morumbi goleou o Bragantino; o alvinegro venceu o Botafogo-SP com dois gols de pênalti, depois de perder muitas chances. Apesar de terem sido tratados como grande laboratório ao longo da semana, os dois jogos trouxeram pouquíssimas respostas para o clássico entre os rivais na quarta-feira, pela Libertadores.

No São Paulo, a expectativa ao longo da semana foi em torno da estreia de Ricardo Centurión. Até sexta-feira, era considerada real a possibilidade de que o argentino fosse utilizado no clássico. Muricy, inclusive, disse na própria sexta que o jogo de sábado poderia valer aos jogadores uma vaga no clássico.

Centurión atuou em Bragança Paulista, marcando gol, dando assistência e participando bem do jogo. Na sexta, porém, o UOL Esporte revelou que o meia está suspenso pela Conmebol, por uma expulsão em 2013, quando atuou pelo Racing (ARG) na Sul-Americana.

Assim, o saldo da vitória sobre o Bragantino, em termos de definição de vagas no time, é pequena:  Pato marcou um gol, mas não pode enfrentar o alvinegro devido a uma cláusula contratual; Boschilia marcou dois, mas atua na posição de Ganso ou Michel Bastos, e não ganhará uma vaga. Kardec completou a goleada – o centroavante já era o provável companheiro de ataque de Luis Fabiano no clássico. A exceção é Doria, que teve atuação segura e pode entrar contra o rival.

A situação do Corinthians é similar: Guerrero foi decisivo contra o Botafogo-SP, sofrendo os dois pênaltis convertidos por Fábio Santos e que construíram o placar. O peruano, porém, e também está suspenso no clássico.

Vagner Love seria umas das opções para substituir o centroavante, mas atuou por poucos minutos no Itaquerão. Luciano e Mendoza foram titulares: o colombiano perdeu oportunidades incríveis, e o brasileiro não brilhou.

Danilo foi quem atuou na posição de Guerrero no jogo de volta contra o Once Caldas, e foi poupado neste sábado. Como a partida permitiu poucas conclusões, deve ser o substituto do peruano. Assim como o São Paulo, o Corinthians tem uma exceção: Cristian foi bem na primeira partida como titular, e pode pintar no clássico.

Com isso, o grande “vestibular” esperado durante a semana acabou não acontecendo. Os torcedores corintianos e são-paulinos não devem ver muitas novidades na quarta-feira em relação às equipes que vem atuando nos últimos jogos.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*