João Schmidt vai decidir futuro nas férias, mas deve deixar o São Paulo

O volante João Schimidt quer voltar a jogar na Europa. Essa é a explicação pelo fato do jogador não ter renovado seu contrato com o São Paulo mesmo após meses de negociações. Ainda assim, a diretoria tricolor tentou insistir apresentando ao volante todos os benefícios que ele pode colher caso aceite a proposta para permanecer no clube. O São Paulo entende que João Schimidt poderia ser útil ao elenco, teria chance de se tornar titular com Rogério Ceni e o sonho do atleta em atuar no Velho Continente ainda poderia ocorrer diante de uma transação mais vantajosa, com um grande clube interessado em seu futebol.

O problema é a pressa de João Schimidt. Ele tem nas mãos, além da proposta de renovação com o São Paulo, uma oferta do Atalanta de Bergamo. A chance de jogar na Itália, mesmo que em uma equipe tão pequena, está seduzindo o volante. O ex-atacante Luizão é uma das pessoas que toma conta da carreira do jogador e já admitiu ao cartolas são-paulinos que seu cliente tem o desejo de sair para a Europa.

A resposta final virá após as férias do elenco, no início de janeiro, quando todos os jogadores se apresentarão no CT da Barra Funda. Apesar de deixar clara a sua intenção, João Schimidt ainda não deu uma resposta final e prometeu fazer isso assim que retornar o período de descanso.

Mas, praticamente já não há esperança no São Paulo quanto à permanência do atleta. O clube do Morumbi inclusive evita até lamentar o fato de perder uma cria da base de graça, pois, como o contrato de João Schimidt termina em 30 de junho do ano que vem, no próximo mês ele já pode assinar um pré-contrato com qualquer outra agremiação para se transferir ao fim do seu vínculo. A sensação no São paulo é de desperdício por causa de uma precipitação.

Hoje com 23 anos, João Schimidt estrou na equipe profissional do Tricolor em 2012, quando fez apenas seis jogos. No ano seguinte, foram sete partidas. Em 2014, com um time recheado de estrelas, o volante só entrou em campo uma única vez. Por isso, em 2015, ano que fez apenas quatro jogos com a camisa são-paulina, acabou emprestado ao V. Setúbal, de Portugal, onde disputou 34 jogos e marcou oito gols. De volta ao clube que o revelou, esse ano, João Schimidt foi utilizado em 32 duelos e anotou seus dois primeiros gols pela equipe principal.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

5 comentários em “João Schmidt vai decidir futuro nas férias, mas deve deixar o São Paulo

  1. Deixa ir embora, não é tudo isso. Pena que ainda vai precisar de um tempo para a garotada do “Made in Cotia” começar a brilhar no time titular, inclusive nessa posição.

  2. Cotia mostrou bons resultados nos últimos dois anos. Não acho que devem ser feitas alterações. Muricy já provou que não gosta de trabalhar com jovens. Ele sempre optou por medalhões… Aliás, não podemos nos esquecer que ele é o responsável pela contratação do Carlinhos “custo X benefício zero”. Deixa o pessoal de Cotia em paz. A gente se livrou em boa hora da máfia que estava lá instalada.

  3. Tem que colocar o Murici para tomar conta da base, tirar todos os parasitas que estão se aproveitando do clube e colocar um cara sério e que ama o tricolor.
    Com o Murici tomando conta dos nossos valores o time principal teria muito mais craques do que tem hoje.

    #MURICIEMCOTIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*