Já sem Hells Bells, São Paulo lançará hino em rock no Majestoso

O São Paulo definiu nesta quinta-feira, um dia depois de o time ter vencido o Danubio, que fará o lançamento do hino do clube em rock na próxima quarta. Os músicos torcedores que participaram da gravação farão uma apresentação no Morumbi, antes da partida contra o Corinthians, pela Copa Libertadores.

Conforme antecipado pela Gazeta Esportiva no fim do ano passado, a versão, em parceria entre a diretoria e Andreas Kisser (guitarrista do Sepultura), começou a ser produzida em dezembro, com o intuito de substituir Hells Bells (canção do AC/DC escolhida há quatro anos pelo goleiro Rogério Ceni) como trilha do time na subida ao gramado em seus jogos no estádio.

Para suavizar a transição – pois houve rejeição de parte da torcida em se desfazer da tradição -, a trilha da banda australiana foi abolida desde 12 de março deste ano, em partida disputada contra o São Bento. De lá para cá, os jogadores têm subido do vestiário ao som do hino tradicional do clube. A partir da semana que vem, finalmente o rock será apresentado.

Deverão marcar presença no evento não apenas Andreas Kisser, mas também os demais músicos são-paulinos que participaram do projeto finalizado em fevereiro no AudioArena, camarote do Morumbi que também é um estúdio de gravação profissional. Jairzinho, Edgard Scandurra (do Ira) e membros da banda República foram alguns deles. Adolescentes do grupo artístico Meninos do Morumbi, ONG com a qual Kisser já se apresentou em outras ocasiões, também emprestaram a voz.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Último grande show com músicos são-paulinos no Morumbi foi em 2011, na apresentação de Luis Fabiano

Na quinta-feira, a diretoria gravou comercial com o mascote do clube. Uniformizado com a camisa de Rogério Ceni, ele foi filmado com uma guitarra em mãos no gramado do Morumbi. As imagens serão usadas pelo departamento de marketing para promover o show de quarta-feira. Alguns detalhes ainda não foram definidos. A montagem de um palco, por exemplo, passa por autorização da Conmebol, entidade que organiza a Libertadores.

O rock são-paulino, que começa com um solo de guitarra para se fazer esquecer o badalo dos sinos do AC/DC, possivelmente será explorado também comercialmente pelo clube. Os dirigentes ainda estudam de que maneira iro será feito.

 

Fonte: Gazeta   Esportiva

2 comentários em “Já sem Hells Bells, São Paulo lançará hino em rock no Majestoso

  1. O badalar dos sinos dava um puta arrepio, agora, LÓGICO, vem uma diretoria de gente velha e coloca o hino do clube como se estivéssemos em 1940.

    Imagina que beleza seria a NBA ou o Super Bowl nas mãos desses caras que não conseguem pensar em algo LEGAL, só sabem fazer a mesma coisa, se apegar em tradição, tradição, tradição.

    Mesmo tendo a participação do Andreas Kisser… sinto muito mas ao invés de nos modernizar estamos envelhecendo, e esse é só mais um sinal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*