Itália prende dois suspeitos de facilitar cidadania para jogadores brasileiros

Duas pessoas foram presas na Itália sob acusação de receber propina para facilitar o processo de cidadania italiana para brasileiros, incluindo diversos jogadores. A informação é da agência Ansa. Entre os atletas que tiveram seus nomes divulgados no escândalo estão o meia Bruno Henrique, ex-Corinthians e que hoje defende o Palermo, e Boschilia, que foi revelado pelo São Paulo e atua pelo Monaco.

Outros jogadores citados no escândalo para conseguir a nacionalidade italiana são o atacante Eduardo Sasha, do Internacional, e Guilherme Lazaroni, do RB Brasil. A ordem de prisão, ainda de acordo com a Ansa, partiu do juiz do Tribunal de Nola, em Nápoles, após um pedido da Procuradoria da República.

O Palermo publicou uma nota em seu site oficial na qual informa que não tem qualquer conhecimento sobre o caso, e que “não tem qualquer relacionamento com as partes envolvidas na investigação”. O clube informou ainda que cabe ao jogador Bruno Henrique, que apresenta cidadania italiana, esclarecer às autoridades sobre os questionamentos que serão feitos na investigação.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*