Hudson aprova confiança e liberdade para subir ao ataque dadas por Bauza

As primeiras semanas do técnico Edgardo Bauza à frente do São Paulo têm sido proveitosas para os volantes Thiago Mendes e Hudson. A dupla ganhou a confiança do treinador e passou a contar com maior liberdade para ir ao ataque durante as partidas. Segundo Hudson, a postura ofensiva é uma mudança radical se comparada ao que o colombiano Juan Carlos Osorio havia implantado no ano passado.

Osorio era adepto de uma disposição tática mais livre do que a exigida por Bauza, mas cobrava o posicionamento fixo dos volantes à frente da zaga. Apesar de jogar com a equipe compactada, o técnico argentino difere das preferências do colombiano e permite que um volante vá à frente a cada lance ofensivo. A única exigência é ter um dos jogadores protegendo a defesa de um eventual contra-ataque.

Hudson, que fez sua melhor partida nesse início de temporada no empate por 1 a 1 com o César Vallejo, na cidade peruana de Trujillo, aprovou a alteração tática. Ele afirmou que intensificará o revezamento com o companheiro Thiago Mendes nos próximos jogos. “O Bauza tem uma característica diferente do Osorio. O Osorio não gostava que eu saísse da frente dos zagueiros, mas com o Bauza não tem essa. Eu posso revezar com o Thiago Mendes e isso poderá acontecer mais vezes”, afirmou.

Com a liberdade para ir ao ataque, Hudson criou duas boas oportunidades no início do segundo tempo. Logo aos três minutos, o volante tabelou com Ganso, dominou a bola no peito e exigiu grande defesa do goleiro ao finalizar para o gol. No lance seguinte, Hudson arriscou o tiro de fora da área e parou no arqueiro adversário mais uma vez.

Thiago Mendes também experimentou as novas funções e até anotou um gol no amistoso vencido contra o Cerro Porteño, em Assunção. Na estreia do Campeonato Paulista, no empate por 1 a 1 com o Red Bull Brasil, o jogador foi importante para o São Paulo tocar a bola no meio-campo e se aproximar da área adversária. A postura não foi diferente no empate com o César Vallejo. Thiago Mendes estava a todo momento no campo ofensivo e finalizou algumas vezes contra o gol dos peruanos. Dessa vez, porém, ele não levou sucesso nas conclusões.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Hudson aprova confiança e liberdade para subir ao ataque dadas por Bauza

  1. kd a organização tática do senhor bauza ?

    kd o sistema defensivo do bauza ?

    alguém entender a tática do bauza ?

    estar na hora de aparecer um time minimamente organizado

    pra sempre soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*