Grêmio diz que não libera garotos por Maicon; São Paulo quer compensação

A negociação envolvendo Grêmio e São Paulo por Maicon tem sido mais demorada do que o esperado. O clube paulista já liberou o volante para fechar os detalhes com os gaúchos, porém, ainda falta o acerto entre as diretorias.

Os gremistas dizem que o São Paulo pediu dois jogadores da base, informação negada pelo clube do Morumbi. Os alvos, segundo o Grêmio, seriam o lateral-direito Raul, de 17 anos, e o atacante Everton, de 18 anos. Ambos já eram muito elogiados pelo atual coordenador da base são-paulina, Júnior Chávare, quando ele estava no Grêmio. Só que no momento o interesse gremista não é de ceder os dois jovens, mesmo que por empréstimo.

A direção do São Paulo, porém, nega interesse nos dois garotos. O Tricolor do Morumbi quer “apenas uma compensação financeira” para liberar Maicon e diz ter recebido ofertas de outros clubes brasileiros.

– Tem certos jovens que não vamos entregar. Se a negociação for boa e não envolver jogadores que estão nos planos para a temporada e que estão no grupo principal… Mas se forem jogadores que não estão no plantel, pode acontecer. Sempre foi feito isso, de emprestar jogadores para dar mais experiência. Mas não vamos liberar um jogador bom que pode nos ajudar, vamos preservar nossos jogadores – disse o diretor de futebol do Grêmio, Cesar Pacheco, sustentando a informação de que o São Paulo pediu Raul e Everton.

Everton já foi titular nesta temporada, no Campeonato Gaúcho. Tem sete jogos na temporada e um gol marcado, na despedida de Barcos, na estreia do Gauchão. Na época em que Chávare trabalhava no Grêmio, era sempre elogiado pelo dirigente. O jogador esteve monitorado pelo Manchester City por conta do desempenho nas categorias de base e já está com o grupo principal desde 2014.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*