Gilmar Mendes e Leco são xingados em camarote no Pacaembu

Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, presidente do São Paulo, e Gilmar Mendes, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), foram hostilizados pela torcida que compareceu ao clássico entre São Paulo e Santos no Pacaembu, neste sábado. Os dois, que não estavam juntos, mas dividiam o mesmo espaço no estádio, viraram alvos da torcida presente assim que foram vistos.

O primeiro alvo foi Leco. Avistado por são-paulinos, ele ouviu gritos de “vai tomar no…”. Gilmar Mendes foi hostilizado em seguida. Assim que foi identificado, o ministro passou a ouvir o coro de “ladrão” vindo de centenas de presentes no local. Tímido, ele se recolheu em seguida.

Os dois estavam no camarote central do Pacaembu, que comporta as principais autoridades que comparecem ao estádio municipal. Gilmar Mendes e Leco não estavam juntos e sequer entraram pela mesma porta, mas como o espaço é o mesmo, foram hostilizados pelo mesmo grupo. O ministro, inclusive, é santista.

Mais de 30 mil pessoas compareceram ao Pacaembu para acompanhar ao clássico, decisivo para os dois times no Campeonato Brasileiro.

 

Fonte: Uol

5 comentários em “Gilmar Mendes e Leco são xingados em camarote no Pacaembu

  1. Coisa boa!
    A sociedade deveria dar as costas pra um cara como esse crápula do Gilmar.
    Faz parte do quadrilhão; atua nos bastidores mas sempre leva o seu disfarçadamente. É agressivo com colegas, advogados e imprensa para inibir quem se dirige a ele, com certeza por medo de que alguém fale em sua fuça o que ele realmente é.
    Deveríamos vaiá-lo onde quer que ele aparecesse! Melhor ainda: precisávamos fazer manifestações em frente à sua residência envergonhando-o e a seus familiares. Quem sabe assim ele se manteria em seu devido lugar…

  2. A uol diz ter mais de 30 mil,porém antecipado foi vendido 31 mil, séria mais correto colocar a quantidade exata de público,quanto aos ilustres, quero que vão pra PQP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*