Ganso reedita estreias de meias com requintes de festa no Tricolor

A primeira partida de Paulo Henrique Ganso como jogador do São Paulo, no último domingo, contra o Náutico, atraiu 62.207 pessoas ao Morumbi, recorde de público nesta edição do Campeonato Brasileiro. Ganso ficou 37 minutos em campo, distribuiu 30 passes certos e nenhum errado, além de uma finalização, para fora.

Porém, o grande número de são-paulinos presentes no Cícero Pompeu de Toledo para ver sua estreia não é uma exclusividade do camisa 8 tricolor. Outros meias que passaram pelo clube também tiveram o privilégio de fazer seus primeiros jogos diante de bons públicos no estádio.

Em 21 de setembro de 1969, Gérson, o Canhotinha de Ouro, fazia sua estreia pelo São Paulo. Na ocasião, 37.598 pessoas foram ao Morumbi para ver o camisa 10 desfilar seu talento. E foi o que aconteceu: Gérson anotou dois gols, mas quem deu espetáculo mesmo foi o Atlético-MG, que goleou o Tricolor por 5 a 2, em jogo válido pelo Robertão daquele ano.

Mais recentemente, no dia 1º de setembro de 2002, o ex-corintiano Ricardinho, contratado a peso de ouro, fez seu primeiro jogo pelo São Paulo no estádio. E 46.327 são-paulinos foram acompanhar a estreia do meia que, desta vez, contou com vitória do clube paulista – sobre o Grêmio, por 3 a 0, em atuação discreta de Ricardinho.

Reestreias de luxo

Não são apenas as estreias que fazem o Morumbi encher de torcedores. Em duas oportunidades, atletas são-paulinos tiveram a chance de reestrear pelo clube e, ao pisarem novamente no gramado do Cícero Pompeu de Toledo, presenciaram uma bonita festa nas arquibancadas.

No dia 10 de maio de 1998, Raí fez sua reestreia pelo clube após cinco anos na França, jogando no Paris Saint Germain (FRA). E nada melhor do que voltar ao Tricolor logo na final do Paulistão, diante do maior rival, o Corinthians. Com um gol do ídolo e show ao lado de Denilson e França, o Morumbi, com mais de 80 mil pessoas, viu o São Paulo vencer o Timão por 3 a 1 e ficar com o título estadual.

No ano passado, no dia 2 de outubro, outro são-paulino ilustre voltou a vestir o uniforme de três cores. Luis Fabiano, após sete anos longe do Tricolor (passagems por Porto e Sevilla), reestreou pelo clube e, mais uma vez, o Morumbi lotou para acompanhar a volta do centroavante. 63.871 pessoas foram à casa tricolor e viram o Flamengo estragar a festa do São Paulo, ao vencer o duelo por 2 a 1.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*