Ganso projeta Libertadores e avisa que São Paulo precisará de reforços

Paulo Henrique Ganso já pensa no futuro. Vice-líder do Campeonato Brasileiro, o São Paulo dificilmente ficará fora da Libertadores da América de 2015. Confiante no sucesso do Tricolor, o camisa 10 já alerta que precisará de reforços no elenco. Isso porque o goleiro Rogério Ceni irá se aposentar e o meio-campista Kaká irá para o Orlando City, dos Estados Unidos. Segundo PH, os dois são os principais jogadores do grupo e farão uma falta enorme.

“A hora que estiver definida a vaga na Libertadores – com ou sem o título – a diretoria, junto com a comissão técnica, tem que montar um planejamento para tentar manter a equipe fortíssima como está hoje. Não sei se vão conseguir manter o alto nível, mas vamos precisar repor jogadores, para que nos ajudem dentro da competição”, analisou o jogador.

No entanto, a situação financeira do São Paulo não é das melhores. Recentemente, o presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, revelou à Folha de São Paulo que paga uma dívida mensal de R$ 2,3 milhões só de juros bancários – o déficit chega à R$ 131 milhões – e que a contratação do atacante Alan Kardec ajudou a aumentar os problemas no caixa. Ganso, por sua vez, afirma que os problemas extracampo não chegam aos ouvidos dos atletas.

Gazeta Press

Focado, Ganso quer vencer o Majestoso

“Só o que chega são matérias na internet. Nosso foco é vencer no Campeonato Brasileiro. Não nos afeta. Quem diz que afeta está mentindo. O (técnico) Muricy Ramalho conversa bastante com a gente e sempre ressalta que nosso foco tem que ser fazer um bonito papel dentro de campo”, disse Ganso.

O camisa 10 terá uma motivação extra para o jogo deste domingo. Na tarde da última sexta-feira, nasceu seu primeiro filho, Henrico, em São Paulo, fruto do casamento com Giovanna Costi. Os dois, mãe e filho, passam bem. Ganso esteve presente no nascimento.

Sem polêmicas – Questionado sobre a atitude de Emerson Sheik no meio da semana (o atacante foi expulso de campo e afirmou que a CBF é uma vergonha), PH Ganso não quis polemizar e limitou-se a dizer que o caso deve ser analisado com cuidado para que não se erre no julgamento.

“É difícil censurar o que se fala em campo. Até porque assim não teríamos mais futebol. Temos que olhar com carinho e ter cuidado para analisar essa situação. Espero que não se torne uma coisa mais polêmica do que o cenário atual do futebol”, finalizou.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.