Ganso diz a Luxa que prefere jogar no SP, e Grêmio desiste do negócio

Pelo menos da parte do Grêmio, a novela terminou. Na tarde desta terça-feira, o presidente Paulo Odone oficializou a desistência de contratar Paulo Henrique Ganso, do Santos. O caminho, agora, está livre para o São Paulo.

Em um comunicado no site oficial, o presidente do clube afirmou que um contato entre o jogador e o técnico Vanderlei Luxemburgo foi decisivo para a desistência.

– Em virtude da manifestação do jogador Paulo Henrique Ganso ao treinador gremista, Vanderlei Luxemburgo, sobre sua preferência por jogar em São Paulo, o Grêmio deu por encerradas as negociações pelo atleta – diz a nota.

Luxemburgo e Ganso conversaram na noite de segunda-feira e voltaram a se falar durante a terça-feira. Na conversa, o meia reforçou o desejo de jogar no clube do Morumbi. Sem acordo com o meia e com o DIS, grupo que cuida dos interesses do jogador, o Grêmio não tentará mais comprar os 45% dos direitos econômicos por R$ 23,8 milhões.

O interesse em contratar Ganso surgiu na última quarta-feira. Desde então, a direção procurou o Santos para negociar. Teve a preferência até segunda-feira, dia em que teria de conseguir investidores para bancar a quantia. Mesmo com a ajuda de Vanderlei Luxemburgo e Elano, ex-colegas de Santos que falaram com o jogador, não houve acerto. O Grêmio tem a informação de que o camisa 10 do time praiano deseja se transferir para o Tricolor Paulista.

Negociação segue com o São Paulo

Em nota oficial emitida na segunda-feira, o Santos havia descartado a negociação. Anunciou que “o documento não atendeu aos interesses do clube, a proposta foi novamente recusada pelo Comitê de Gestão”.

No fim da tarde desta terça-feira, haverá reunião entre DIS, Santos e São Paulo para tratar do jogador, para discutir principalmente a forma de pagamento. Até então, este foi o entrave para o desfecho da negociação.

O Peixe almeja a quantia à vista, enquanto o Tricolor paulista ofereceu em duas parcelas. Para efetivar a negociação, o São Paulo terá ajuda da DIS pra pagar os R$ 23,8 milhões da multa rescisória referente aos 45% dos direitos do Santos.

Fonte GloboEsporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*