Galo e São Paulo fazem “tira-teima” em BH para subir na tabela

Vice-líder do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG terá pela frente nesta quarta um duelo complicado contra o São Paulo, sexto colocado. O encontro entre mineiros e paulistas, marcado para as 22 horas (de Brasília), no Estádio Independência, será uma espécie de tira-teima entre as duas equipes, já que o retrospecto das partidas em Belo Horizonte mostra bastante equilíbrio.

Em 36 jogos na capital mineira, o Galo levou a melhor em dez oportunidades e empatou em 16 ocasiões, enquanto o Tricolor foi soberano nos outros dez jogos. Se forem considerados somente os jogos pelo Campeonato Brasileiro, no entanto, o São Paulo leva uma ligeira vantagem, com 16 vitórias contra 14 triunfos do Atlético-MG, com 15 empates.

Para tornar tais números mais favoráveis aos atleticanos, o técnico Cuca terá o time do Galo praticamente completo. O zagueiro Réver, que serviu à Seleção Brasileira, retorna ao time na vaga de Rafael Marques e vai formar a defesa alvinegra com Leonardo Silva. A única ausência confirmada é a do atacante Jô, que segue no departamento médico e será substituido por Guilherme.

Bruno Cantini/CAM

Danilinho comemora gol com Ronaldinho Gaúcho

Mas se o Atlético-MG perde vantagem no jogo aéreo sem Jô, ganha com Réver, que em parceria com Leonardo Silva tem aproveitado bem as jogadas de bola parada, principalmente aquelas cobradas por Ronaldinho Gaúcho. O primeiro gol do Galo contra o Palmeiras, na vitória por 3 a 0 desse domingo, saiu justamente dessa forma: cobrança de escanteio e cabeçada de Leonardo Silva. Jogada que o defensor pretende repetir contra o São Paulo.

 

“É uma dupla boa, que tem dado certo. Treinamos bastante, combinamos durante a semana para que no jogo dê certo, e tem dado. O Ronaldinho é um exímio cobrador de faltas, de bolas paradas, então aproveito a forma dele de batida, procuro me movimentar e fazer o melhor trabalho possível dentro da área para poder finalizar em gol”, comentou Leonardo Silva.

A força do Galo nas bolas paradas e o baixo aproveitamento tricolor nas últimas rodadas – dos nove pontos disputados, somente dois foram conquistados – não impedem o São Paulo de confiar na conquista de uma vitória em BH. Para isso, a equipe se apoia no triunfo do primeiro turno por 1 a 0 sobre o Galo, dentro do Morumbi, e na força do conjunto tricolor. O São Paulo está apenas três pontos atrás do Vasco, último colocado na zona de classificação para a Libertadores.

“Será um jogo difícil. O Atlético-MG é o vice-líder, tem o Ronaldinho Gaúcho. Mas quero lembrar que também temos grandes jogadores, como Jadson, Lucas, Então eles também terão com o que se preocupar”, afirmou o volante Wellington.

Djalma Vassão/Gazeta Press

O São Paulo, de Rogério, busca se aproximar do G-4 do Brasileiro; equipe está três pontos atrás do Vasco

Mas se quiser conquistar a tão desejada vitória, o São Paulo precisará superar mais do que o mando de campo adversário e a posição superior do Galo na tabela. Para o confronto, o técnico Ney Franco terá o desfalque de três de seus principais jogadores: o atacante Luis Fabiano, o zagueiro Rhodolfo e o volante Denílson.

 

O centroavante, que sentiu dores no ombro esquerdo na partida contra o Santos, no último domingo, deve dar lugar a Ademilson ou Osvaldo. Já Rhodolfo, que deixou também a partida contra o Peixe com um incômodo na coxa esquerda, deve dar lugar a Edson Silva ou Douglas. Nesse último caso, Paulo Miranda seria deslocado da lateral-direita para a posição de Rhodolfo, abrindo espaço para a volta de Douglas ao time titular. Denílson, por sua vez, já tem seu substituto definido: Wellington.

Arte GE.Net

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X SÃO PAULO

 

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 12 de setembro de 2012 (quarta-feira)
Horário: 22 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa/PE)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa/PR) e Bruno Boschilia (CBF/PR)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Júnior César; Pierre, Leandro Donizete, Danilinho e Ronaldinho; Bernard e Guilherme
Técnico: Cuca

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva (Douglas) e Cortez; Wellington, Casemiro, Maicon e Jadson; Lucas e Ademilson (Osvaldo)
Técnico: Ney Franco

Fonte: Gazeta  Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*