Futebol França diz que não recebeu proposta para encerrar a carreira no SP

Quinto maior artilheiro da história do São Paulo, o atacante França defendeu o clube do Morumbi de 1996 a 2002. Após a passagem marcante pelo Tricolor, o jogador foi negociado com o Bayer Leverkusen, onde permaneceu até 2005, quando se transferiu para o Kashiwa Reysol. Hoje aposentado, França revelou que gostaria de ter encerrado a carreira no São Paulo, mas não recebeu nenhuma proposta.

“Infelizmente nunca me ligaram, nunca recebi uma ligação do São Paulo. Recebi do Flamengo, Cruzeiro, do Luxemburgo, quando assumiu o Palmeiras, e eu falei não. Podia ligar qualquer time do Brasil que eu não ia, só ia para o São Paulo. Eu tinha uma história lá dentro e não conseguiria jogar em outro time”, disse o ex-atleta em live com Luis Fabiano, outro ídolo do São Paulo, no Instagram.

Pelo São Paulo, França marcou 182 gols e ficou atrás de Teixeirinha, Luis Fabiano, Gino Orlando e Serginho Chulapa na lista dos maiores artilheiros da história do clube. Campeão Paulista em 1998 e 2000 e Campeão do Torneio Rio-São Paulo em 2001, o atacante admitiu que sente saudade dos tempos em que vestiu a camisa tricolor.

“Foi, sem dúvida nenhuma, o time que eu mais me identifiquei. Sinto falta de jogar no São Paulo, da paixão da torcida,aquela loucura de gritar nosso nome”, confessou.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Futebol França diz que não recebeu proposta para encerrar a carreira no SP

  1. Gosto muito do França, mas vamos aos fatos:
    Em 2011, o Luís Fabiano, então 30 anos, estava jogando no Sevilha e recebeu convite do São Paulo e voltou ao Brasil.
    Já França, então com 30 anos, saiu do Bayer Leverkusen e foi jogar do Japão. Isso foi em 2005. Faltou convite do São Paulo? Talvez sim, mas em 2005 o São Paulo encontrava-se numa boa fase e tinha bons atacantes de sobra. Por isso, talvez não tenha havido um convite.
    E França fez um contrato de 6 anos com o Kashiwa Reysol.
    Só parou de jogar lá aos 36 anos, em 2011. Exatamente no ano em que Luís Fabiano estava voltando ao São Paulo. Se o convidasse também o França, seriam dois jogadores com salários altos e na faixa dos 30 anos no elenco (praticamente na mesma posição). Claro que o São Paulo fez opção pelo jogador com o melhor custo benefício, na época.
    Não se trata de desmerecer o França, mas as oportunidades em que ele esteve acessível ao São Paulo, infelizmente não foram as em que o clube precisava do jogador.

  2. Grande Françoaldo, com certeza poderia ter encerrado a carreira no SPFC, teria espaço, talvez repetindo a dupla com LF.
    Jogava solto e dava nó nos zagueiros adversários, bons tempos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.