Força pelo ciclo olímpico

Uma das alternativas do técnico Muricy Ramalho para o sistema ofensivo, o jovem atacante Ademilson soube aproveitar a temporada 2014 para manter as esperanças de poder disputar a Olímpiada de 2016, que será disputada no Rio de Janeiro. Figura constante nas convocações de Alexandre Gallo, o camisa 19 foi um dos destaques da Seleção Brasileira Sub-21 no ano.

Campeão do Torneio de Toulon, na França, justamente com a Seleção Brasileira Sub-21, Ademilson faz parte do cronograma da comissão técnica, que aos poucos está montando o time de olho na equipe que jogará os próximos Jogos Olímpicos. Principal disputa da categoria em um ano que não tem competições oficiais da FIFA ou da Conmebol, a competição francesa coroou a participação do atleta são-paulino na decisão.

Na grande final diante dos anfitriões, o jogador do Tricolor balançou as redes duas vezes na goleada brasileira por 5 a 2 sobre os franceses. Meses depois, em setembro, o camisa 19 – 19º personagem na série de matérias do site oficial neste final de 2014 – brilhou na ‘turnê’ do Brasil Sub-21 no Catar.

Demonstrando que vive grande fase com a camisa amarelinha, o atleta são-paulino encerrou a sua participação nos amistosos, em Doha, com chave de ouro. Diante da equipe principal do Líbano, o jogador marcou um dos gols no empate por 2 a 2, que fechou a série de compromissos da equipe do técnico Alexandre Gallo.

No total, o centroavante balançou as redes quatro vezes em três jogos. No primeiro, marcou dois na goleada sobre o Catar Sub-22, por 4 a 0. Depois, diante da Seleção Sub-23 da Palestina, o atacante marcou mais um no triunfo brasileiro por 3 a 0, além do tento anotado contra os libaneses.

Já pelo Tricolor, Ademilson também teve oportunidades ao longo da temporada para poder mostrar o seu futebol. Revelado no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, o camisa 19 foi titular em 21 partidas, além de ter entrado no decorrer de outros 17 confrontos. Assim, balançou as redes cinco vezes e deu três assistências.

“Não fui tão utilizado como nos anos anteriores, mas fiquei feliz pela evolução do time no ano. Sei que posso melhorar ainda mais e vou buscar isso em 2015. Meu pensamento foi o de sempre ajudar a equipe, e não será diferente na próxima temporada”, afirmou o atacante.

Em 2014, Ademilson pôde trabalhar e conviver com grandes nomes no setor ofensivo como Kaká, Paulo Henrique Ganso, Michel Bastos, Alan Kardec, Alexandre Pato e Luis Fabiano. “Eles me ajudaram bastante e aprendi muito neste período. E é com este aprendizado que quero buscar o meu espaço no próximo ano”, finalizou.

 

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.