Expulsões em Choque-Rei passado viram lição para são-paulinos

O pontapé de Rafael Toloi em Dudu, aos sete minutos, quando o Palmeiras já havia aberto o placar, impediu qualquer chance de reação do São Paulo na derrota por 3 a 0, na primeira fase do Campeonato Paulista. No final, Michel Bastos também foi expulso por um carrinho em Arouca. Três meses depois, às vésperas do retorno ao Palestra Itália, terminar a partida com 11 jogadores é uma premissa importante.

“No Paulistão, a gente perdeu um companheiro muito cedo, complicou, ainda mais na casa do adversário. Temos que tirar lição desse último jogo para desempenhar um bom futebol”, receitou o lateral direito Bruno, que, se for titular mais uma vez, talvez fique responsável pela marcação de Dudu. O são-paulino promete não cair em eventuais provocações.

“Isso não leva a nada, não. É um excelente jogador, temos que estar ciente das qualidades dele, do que ele pode fazer. Na última partida, a gente ficou de cabeça quente, prejudicou. Temos que pensar no futebol”, cobrou.

O segundo Choque-Rei da temporada, no domingo, será válido pelo Brasileiro, competição da qual o São Paulo, atualmente treinado por Juan Carlos Osorio, é vice-líder, com oito pontos a mais do que o Palmeiras. Até pela fase do rival, os jogadores acreditam que a melhor estratégia é atacá-lo dentro de seu próprio estádio.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Lateral Bruno lembra que, com um jogador a menos, foi difícil reagir diante do Palmeiras, no Palestra Itália

“Temos que chegar lá e fazer nosso jogo, sem recuar muito. Jogar de igual para igual. A gente respeita o Palmeiras, mas temos um grupo bom e, se jogarmos muito atrás, vamos trazer a equipe deles para nosso campo de defesa. Tem que ser inteligente para ter posse de bola e, no tempo certo, fazer o gol”, acrescentou Bruno, evitando polêmica ao ser questionado sobre a qualidade ruim do gramado do Palestra Itália nas últimas partidas.

“Estão falando do gramado, mas temos que nos adaptar ao gramado ruim e ao bom. Importante é fazer bom jogo, bater de frente com eles. Só assim vamos sair com a vitória”, esquivou-se.

Para o confronto, uma das principais novidades deverá ser o retorno de Rogério Ceni, que foi desfalque na rodada passada por conta de estiramento leve na coxa direita. Na derrota pelo Estadual, o goleiro ficou marcado por gol de cobertura em chute de Robinho quase do meio-campo. Na ocasião, o treinador ainda era Muricy Ramalho.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.