São Paulo demite gerente do departamento de Marketing

O São Paulo decidiu demitir alguns integrantes do Departamento de Marketing. As dispensas começaram em abril, quando um dos funcionários do setor, Bruno, foi demitido. Em junho foi a vez da Renata, outra funcionária do Marketing. Agora foi a vez do gerente Alan Cimerman. A princípio a informação que recebi foi de que teria sido uma decisão administrativa. Mas pelo que apurei, Alan Cimerman foi demitido por justa causa por insubordinação e desvio de conduta. O diretor Executivo de Comunicação e Marketing, Márcio Aith, permanece à frente do cargo e ganha ainda mais força junto ao presidente Leco.

De acordo com fontes ligadas à diretoria, uma investigação dentro do departamento evitou que houvesse um desvio de valores que poderiam chegar a R$ 8 milhões, apenas nos quatro shows da banda britânica U2, que serão realizados no Morumbi no mês de outubro.

O São Paulo arrenda o estádio, mas fica com uma boa quantidade de ingressos, que varia de 1.500 a 2.500 por apresentação. Esses ingressos tem por objetivo atender a conselheiros, presidência e departamento de Comunicação, que por sua vez tem direito a um camarote e com isso abre as portas para receber convidados com potencial de patrocínio para o clube. Isso é praxe.

O que foi descoberto é que a maciça maioria dos ingressos ficaria no Marketing e muitos deles já estavam comercializados, e os camarotes já estavam vendidos. Nesse caso a venda teria sido feita a uma empresa, que por sua vez repassou por três vezes o valor a outra empresa, que então venderia os ingressos aos interessados. Notem que os ingressos ainda nem existem,  mas já estão vendidos. Aliás, foi esse o ponto que possibilitou a descoberta, porque nomes de empresas começaram a aparecer sem qualquer fundamento, como compradoras dos camarotes e ingressos.

O que se descobriu é que pessoas de fora do São Paulo participavam do esquema e Alan Cimerman, como gerente de Marketing, agia dentro do clube, pois ele tinha a mina de ouro nas mãos.

Diretores do São Paulo, com os quais eu conversei, não quiseram dar detalhes de nomes que viriam para gerenciar o Marketing ou que outras providências serão tomadas. Novos funcionários já foram contratados para substituir os anteriormente demitidos. Mas é fato que por enquanto, no comando,  Marcio Aith é o único responsável pelo setor, já que é o diretor Executivo de Comunicação e Marketing.

 

Paulo Pontes

19 comentários em “São Paulo demite gerente do departamento de Marketing

  1. Mais uma contribuição questionável do atual Diretor de Futebol Profissional. Além de não cumprir os requisitos estatutários para exercer o cargo atual que ocupa, parece que em sua gestão no Marketing não soube avaliar o caráter de um contratado para posição chave. Uma avaliação psicológica e do histórico dos candidatos – simples profissionalização da seleção de executivos – teria eliminado um risco tão grande.

  2. Acho engraçado quando alguém comenta os benefícios da “profissionalização” de parte da diretoria executiva. Vale lembrar o que o meu avô já dizia há mais de 50 anos: “idoneidade não se comercializa!”

  3. Paulo Pontes,
    Desculpe-me, pois não tive a intenção de provocar alguma discórdia com o Tricolornaweb.Muito pelo contrário, pois eu nem sabia da sua “rixa” com o outro site, além disso, nesse caso, a matéria postada por mim corrobora com a sua postagem.
    Em tempo, que se saiba, que apenas coloquei a matéria para deixar mais elucidado o fato, mesmo porque o Tricolornaweb utiliza matérias de outros veículos de comunicação.
    Abraço

    • Alexandre, repito, te respeito bastante. Não é rixa com ninguém. Apenas uma questão de concorrência entre sites, como existe em qualquer campo profissional ou ramo de atividade. O Tricolornaweb utiliza matérias de outros veículos, sempre dando o devido crédito. Ao contrário, quando fazemos matérias próprias – e esta foi exclusiva minha – os outros copiam e não nos dão o crédito. Entendeu por que não quero propaganda dos outros aqui? Grande abraço.

  4. Lamentável o que estão fazendo com o São Paulo, 1500 a 2500 ingressos para marketing é muita coisa, onde vão arrumar 2500 empresas ou que seja 1000 para parcerias, tanto é que ficou anos sem patrocínio e fechou com uma merreca que até o Botafogo conseguiu coisa melhor, na verdade esses ingressos são doados para os conselheiros 3 ou 4 pra cada, uma vergonha com esses agrados eles se mantém no poder e afundam mais e mais o Tricolor, cadê a auditoria que o Abílio se propôs a pagar, para passar a limpo, engavetaram para continuarem mamando na teta tricolor, precisamos começar um movimento para arrancar essa corja do São Paulo, tá na hora da torcida acordar, invadir o clube e dar na cara desses safados, sou contra violência, mas esses pilantras tem que apanhar na cara e nunca mais pisar no clube.

  5. Devia demitir o chefe do departamento tbm,
    raposa igual,
    como nos £ kartolas $ acima do bem e do mal.
    por isso estamos nessa funda que nunca acaba.
    Isso foi, SAMPAULO ,
    * das tuas glorias vem do passssado *

  6. Cadeia, cadeia, cadeia,cadeia,cadeia,cadeia,cadeia,cadeia,cadeia,cadeia,prende esta diretoria toda o envolvimento é geral, um monte de neguinho vendendo ingressos de jogos e shows há mais de 10 anos, todos o JJ que inventou esta merda de dar ingresso para os asseclas pouca vergonha, larápios, chama o camburão , trás o Japonês da Federal e cana geral.

  7. Isso é apenas a ponta do iceberg! Certamente há muito mais mutreta escondida no clube. É inadmissível que um clube como o São Paulo passe pelo que vem passando nos últimos anos mas é claro que a diretoria não iria querer Polícia pelo meio né? Vai que em uma possível investigação eles descubram outras coisas?! “Vamos acabar com essa história por aqui? É melhor para todos!” #LavaMorumbi

  8. Vejam que Beleza é o histórico do demitido, Alan Cimerman.
    22/3/2016 13:21 – 322035 visitas – Fonte: SPFC.Net
    Entenda contratação de Alan Cimerman no Marketing – Layla Reis

    Os ânimos entre situação e oposição estão determinados a explodir. Mais um caso polêmico está sendo divulgado pelos opositores, a contratação de Alan Cimerman pelo salário de R$ 35mil mensais para o Departamento de Marketing e Comunicação.

    Alan Cimerman foi proprietário da empresa Team Spirit que responde a vários processos de calote. Prestou serviços na época da Copa do Mundo responsável pelo figurino, cenografia, vídeos e afins. Mais de dez fornecedores confirmam não ter recebido parcelas de pagamento de débito e cobram na justiça até hoje.

    “Existe um problema sério. Esse projeto deu prejuízo e ponto. Era para ter custado R$ 15 [milhões] e acabou custando R$ 18. Os gringos começaram a exigir coisas absurdas e caras. Não foi administrado talvez da maneira certa. Errei”, afirmou Alan Cimerman na época pós-Copa, presidente da Team Spirit ainda.

    O empresário fechou o escritório que mantinha na avenida Angélica e demitiu todos os funcionários. Afirma ainda dever a “12, 13 pessoas”.

    “Não tenho mais acesso à minha conta. Ela foi bloqueada depois de um adiantamento que fiz no banco e não paguei no dia certo. Quero arrumar tudo.” O empresário afirmava ter sido ameaçado e que estava numa disputa judicial com o Comitê Olímpico. “Estou procurando emprego, fazendo bico. Meu apartamento está penhorado, tem oficial de Justiça batendo na minha porta todos os dias.” Declarações feitas no final de 2014.

    A chegada de Cimerman ao São Paulo Futebol Clube

    Alan foi contratado em novembro de 2015 indicado pelo diretor de Marketing Vinicius Pinotti. O então novo funcionário foi contratado como pessoa física pelo salário (sem direito a comissões) de R$ 35.000,00 mensais e substituiu o corinthiano que ganhava o mesmo salário na Era Aidar, Rafael Botelho da Traffic. (informações cedidas pelo SPFC) e mais um funcionário que foi mandado embora da área também com salário na mesma média.

    Segundo o Departamento de Comunicação e Marketing, Cimerman enfrentou problemas no passado mas trabalha para o São Paulo sem relacioná-los e com a intenção de pagar a quem deve. Fechou junto com Pinotti os patrocínios da FIAP e JOLI e segue encaminhamento mais 5 conversas para possíveis patrocínios Master desde que a possibilidade da Caixa caiu.

    “É um profissional sério que passou por percalços na vida mas trabalha com a gente todos os dias e muito para poder se acertar.” afirmou o diretor Vinicius Pinotti.

    Segundo Pinotti, Cimerman estava trabalhando com Roberto Justus e veio para o São Paulo a seu pedido. O Vice-presidente, Manssur, apoia a contratação por reconhecer que Alan tem muitos contatos que ajudam e profissionalizam o setor.

    “As pessoas pedem profissionalização, eu fui atrás de uma cara que eu acho sério, um bom profissional. Se existe um setor profissionalizado no São Paulo hoje, é o nosso. Alan tem bons contatos e não trabalha em um único segmento de negociações, ele é diretor de Marketing e trabalha todos os dias fazendo tudo o que é preciso”, concluiu Vinicius Pinotti.

    O VP de Marketing acredita que essa repercussão negativa neste momento atrapalha o fechamento de negociações já avançadas. Aproveitou para responder aos conselheiros “Todos merecem uma segunda chance na vida, não é justo julgá-lo pelos problemas que enfrentou no passado se hoje faz um bom trabalho.”

    A rejeição do Conselho
    O caso Cimerman começou a explodir ontem a noite. O assunto promete ser o novo entrave da próxima Reunião de Conselho do clube. Isso por que os opositores não aceitam sua remuneração e seu passado. Utilizam das ações como uma bomba contra a contratação do diretor e cobram explicações da diretoria.

    Alan é considerado como golpista pelos conselheiros que prometem se reunir para descobrir mais informações e realizar cobranças. Unem a este casos como o de Jorginho Paulista e a venda de Kieza para investigações internas.

    Não citaremos nome de opositores sem autorização.

    Layla Reis

    • Alexandre, espero que você entenda o que vou expor aqui. Na Jovem Pan não reproduzimos matérias da Bandeirantes, ou da CBN, por se tratarem de concorrentes. Por mais críveis que sejam, fazemos a nossa própria matéria. Não vou deletar o post que você colocou, mas da próxima vez não permitirei isso. Esse blog, não confiável por informações que tenho a respeito de sus ligação com algumas pessoas que geriam o clube, é, em última análise, concorrente do Tricolornaweb. Portanto, ou se crê no que publicamos aqui ou no que publicam lá. Mas não vou ceder espaço do site para propaganda da concorrência. Espero que você entenda minha colocação, pois o respeito muito como leitor e comentarista assíduo que é do Tricolornaweb.

  9. No mínimo “curiosa” as decisões dentro do SPFC. Vamos fazer uma análise:

    Esse tal Funcionário Alan cimerman é, corretamente, demitido por justa causa por lesar o clube. Como ocorreria em qualquer instituição séria.

    O Aidar, o então Presidente do clube age de forma muito pior e continua a transitar normalmente dentro do clube. Como ocorre em instituições pouco sérias e de honestidade duvidosa.

    Realmente o SPFC precisa avançar em muita coisa.

  10. Eu pergunto: aonde estão os conselheiros da oposição pra abrir uma denúncia no MP?

    Chega dessa roubalheira, isso ocorrw desde o PILANTRA VERMINOSO DO JUVENAL que implatou essa sujeirada toda no clube!!!

    Saiam do SPFC abutres!!!

  11. Façam as contas.

    Vamos supor que a banda queira receber R$ 50M pelo show. Vamos supor que há um limite de 50 mil ingressos.

    R$50.000.000 / 50.000 = R$1000 por ingresso.

    Porém vocês acham mesmo que eles iriam abrir mão de cobrar por 2.000 ingressos? Logo:

    R$50.000.000 / 48.000 = R$1041 por ingresso.

    Parabéns! Você bobão acabou de patrocinar os nada-bobos dirigentes do São Paulo com R$41 por ingresso. Por isso o preço de nada no Brasil acaba sendo justo.

    Isso não é caso para cadeia?

  12. O São Paulo não é caso nem para Price Waterhouse, nem para Deloitte. Tem que chamar a Kroll mesmo. Cambada de safados.

    Como pode ser praxe abrir mão de 2000 ingressos para beneficiar conselheiros e afins? VERGONHA. Por isto é que estamos nessa draga. Um décimo disso já bastava para distribuir entre agências de publicidade e diretores de marketing de grandes empresas.

    A realidade é que o clube é tocado por amadores – administrar é outra coisa -, como esse jornalista Márcio Aith. Como é que alguém que nunca trabalhou em uma agência de publicidade, ou em um departamento de marketing de uma empresa gigante pode assumir o marketing do Tricolor? A experiência dele na Veja só serviu para fechar esses patrocínios chumbregas que temos atualmente.

    E o Pinotti? Já não venderam o Centurion? O quê estão esperando para demiti-lo? Leiam o que ele disse do Cimerman no começo do ano passado: “As pessoas pedem profissionalização, eu fui atrás de uma cara que eu acho sério, um bom profissional. Se existe um setor profissionalizado no São Paulo hoje, é o nosso. Alan tem bons contatos e não trabalha em um único segmento de negociações, ele é diretor de Marketing e trabalha todos os dias fazendo tudo o que é preciso”, concluiu Vinicius Pinotti.

    • Infelizmente acho que não, porque o crime foi abortado pela ação da diretoria. Os contratos foram cancelados. Ou seja: não chegou a haver o roubo. Ao menos é o que estou entendendo. Mas ainda teremos desdobramentos. Estou na bota!

  13. QUE FASE HEIN, como diz a musica dos originais do samba “se gritar pega ladrão não sobra um, meu irmão” triste fase essa do São Paulo FC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*