Ex-preparador de goleiros do São Paulo diz não saber razão de demissão

O preparador de goleiros Haroldo Lamounier foi demitido do São Paulo em julho, ao lado de Pintado e do preparador físico José Mário Campeiz. Mas até hoje não sabe o motivo.

O profissional procurou o GloboEsporte.com para dar sua versão sobre o que foi dito na reunião do Conselho Deliberativo da última segunda-feira.

Na ocasião, um conselheiro, em tom irônico, questionou o diretor executivo Vinicius Pinotti a respeito do novo preparador de goleiros, Marco Antônio Trocourt, o Marquinhos. Perguntou se ele havia iniciado o trabalho – o profissional foi contratado em julho. A pergunta provocou risos de algumas pessoas. Pinotti, então, isentou o preparador atual de culpa e disse que o clube tinha um treinamento muito defasado nessa área, referindo-se indiretamente ao antecessor.

– A preparação de goleiros estava na minha mão. Se ele quis justificar algo poderia acompanhar todo o processo de um ou dois anos para cá, quando era diretor de marketing. Não concordo com essa afirmação de que o trabalho estava defasado. Como treinador de goleiros há 18 anos, com o Rogério há 14 anos, conquistando todos esses títulos com o Rogério, individuais e coletivos… Ele (Pinotti) poderia ter mais respeito para falar da preparação de goleiros – disse Haroldo.

Haroldo Lamounier, ex-preparador de goleiros São Paulo (Foto: Cairo Oliveira)

Haroldo Lamounier, ex-preparador de goleiros São Paulo (Foto: Cairo Oliveira)

Na visão do ex-preparador do São Paulo, os três goleiros – Denis, Sidão e Renan Ribeiro – estavam bem no primeiro semestre. Ele citou, inclusive, jogos nos quais viu atuações positivas dos três.

– O resultado pode não ter vindo, mas dentro da preparação acho que o Renan correspondeu quando eu estava (no clube). Não fosse por ele, acho que o time estaria numa situação pior. O jogo contra o Sport, na Ilha, ele foi responsável pelo empate. Fluminense, também. Contra o Cruzeiro poderia ter sido um placar maior. São partidas que coloco como situações para mostrar que a preparação não estava ruim como estão querendo colocar – afirmou Haroldo.

Sidão é o atual titular da meta tricolor (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Sidão é o atual titular da meta tricolor (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Motivos pessoais

Haroldo diz não saber até hoje qual foi o motivo da demissão do São Paulo. Ele afirma ter sido pego de surpresa na ocasião.

– Só chegaram e falaram: “Você está desligado”. Creio que foi pelo fato de o Rogério ter me colocado. Como ele saiu, eu saí. Minha conduta no São Paulo era 100% de comprometimento, dedicação e dando o melhor. Pelo lado profissional não pode ter sido. Mas, sim, pelo pessoal – analisou o ex-integrante da comissão técnica tricolor.

– Desconheço o motivo da demissão. Eu me considero um treinador muito dinâmico e atualizado no mercado da preparação. Em cursos de preparação de goleiro me convidam para dar palestra. Não posso me sentir ultrapassado, como foi citado nessa reunião. Saí do São Paulo há quase dois meses e depois começou a ter essa oscilação. Até então o Renan foi muito bem nas partidas nas quais foi acionado. Não posso deixar que uma oscilação faça dizerem que a preparação estava com desgaste.

Haroldo com bola e raquete de tênis em treino dos goleiros do São Paulo (Foto: Reprodução TV Globo)

Haroldo com bola e raquete de tênis em treino dos goleiros do São Paulo (Foto: Reprodução TV Globo)

Em 2016, Haroldo foi trabalhar nas categorias de base do São Paulo, em Cotia. No início deste ano, com a contratação de Rogério Ceni como treinador, ele retornou ao profissional. Haroldo atuou como preparador de goleiros do próprio ídolo por anos antes da aposentadoria.

– Fizemos um trabalho com uma metodologia totalmente diferente, em conjunto com fisiologia, psicologia, nutricionista e preparadores físicos. A metodologia era agrupar todos os departamentos para melhorar o desempenho. Trouxemos um rapaz de Cotia para tornar o trabalho mais dinâmico. Na Europa sempre usam dois preparadores para ter uma dinâmica mais completa. Coloquei bolinha de tênis, lona de água e inovamos.

Confira as informações do Choque-Rei:

Local: arena do Palmeiras, em São Paulo
Data e horário: domingo, 16h (de Brasília)
Palmeiras provável: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Luan e Michel Bastos; Bruno Henrique, Tchê Tchê (Guerra) e Moisés; Róger Guedes, Keno (Willian) e Borja (Deyverson)
Desfalques: Dudu, Arouca, Jailson e Mina.
Pendurados: Gabriel Furtado, Keno e Róger Guedes
São Paulo provável: Sidão; Buffarini, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Petros; Jucilei, Hernanes, Marcos Guilherme e Cueva; Pratto.
Desfalques: Araruna (estiramento na coxa direita), Bruno (problema na região cervical), Júnior Tavares (lombalgia), Morato (cirurgia no joelho direito) e Wellington Nem (cirurgia joelho direito). Ninguém suspenso.
Pendurados: Arboleda, Bruno, Cícero, Hernanes, Júnior Tavares, Lucas Pratto, Lugano, Petros e Renan Ribeiro.
Arbitragem: Sandro Meira Ricci, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse
Transmissão: TV Globo para SP, RS, SC, PR, GO, TO, MS, MT, BA, AL, PE, RN, CE, MA, PA e DF (com Cleber Machado, Caio Ribeiro, Casagrande e Leonardo Gaciba) e Premiere (com Jota Jr e Ivan Andrade)

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Ex-preparador de goleiros do São Paulo diz não saber razão de demissão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*