Ex-lateral, pai de Militão prefere filho volante ou zagueiro no São Paulo

A família de Éder Militão teve um 2017 a ser comemorado. Aos 19 anos de idade, o jogador recebeu suas primeiras oportunidades no time principal do São Paulo e se encaixou de vez como titular na lateral direita. Mas Dorival Júnior, em 2018, pretende usá-lo como volante ou zagueiro, suas posições na base. Valdo, pai do garoto e ex-lateral, concorda.

– Ele se saiu bem na lateral, mas não acho que é a dele. Eu o acompanhei bastante na base do São Paulo e da Seleção e gosto muito mais dele como zagueiro, sempre jogou como zagueiro ou volante – disse Valdo, ao LANCE!, lembrando de seus tempos como lateral-direito, chegando a ser campeão paulista e da Copa do Brasil pelo arquirrival Corinthians em 1995.

– Como lateral, ele apoia quando dá mesmo, fica mais na marcação. Até tiro sarro dele, falo que, do meio para frente, tem de ir para cima. Mas sei que não é a dele. A diferença entre nós está aí, porque eu era um lateral bem ofensivo, como eram os laterais da minha época.

Militão terminou o ano como lateral porque Dorival gosta de sua capacidade de marcação, liberando mais os atletas do setor ofensivo, e por necessidade, já que Buffarini (já vendido para o Boca Juniors) e Bruno não agradaram. Por isso, a diretoria busca reforços na posição.

Para Militão, de qualquer forma, foi a chance de mostrar qualidade em mais uma função, pois também atuou como volante e zagueiro nesse seu primeiro ano no elenco principal. Chamou atenção até do exterior, tanto que Raí, ao assumir a diretoria executiva de futebol, já anunciou como uma de suas prioridades renovar o contrato do garoto, que acaba em 11 de janeiro de 2019.

Para a família, tudo isso prova uma temporada inesquecível. Militão, que fará 20 anos de idade no próximo dia 18, termina 2017 com 22 partidas disputadas e dois gols marcados como profissional, assinalados em importantes triunfos, de virada, fora de casa, diante de Vitória e Coritiba.

– Foi um ano maravilhoso. O primeiro ano dele no time principal e aproveitou bem a oportunidade que teve – comemorou Valdo.

 

Fonte: Lance

2 comentários em “Ex-lateral, pai de Militão prefere filho volante ou zagueiro no São Paulo

  1. Primeiro de tudo, ele precisa renovar o contrato com o São Paulo. Sem isso vai embora de graça em setembro, como foi o caso do João Schmitd. E ao que tudo indica, não vai ficar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*