Entenda por que a diretoria do São Paulo segue bancando Ricardo Gomes

A derrota para o Santos expôs ainda mais a situação delicada do São Paulo e, consequentemente, do técnico Ricardo Gomes. Impaciente, boa parte da torcida presente no Pacaembu chamou o treinador de burro. Após o jogo, o próprio Ricardo admitiu que não tem como não se sentir ameaçado no cargo. Nas redes sociais, chove campanhas pedindo a demissão. Mas a diretoria vai na contramão e segue bancando o técnico, pelo menos até a partida contra o Fluminense, na próxima segunda-feira, no Rio de Janeiro. Afinal, por que isso acontece?

Há duas razões principais. A primeira é que a diretoria entende que Ricardo não é a principal causa da crise. O São Paulo não vence há cinco jogos no Campeonato Brasileiro e está só três pontos acima da zona do rebaixamento. Mas a visão é de que os problemas são anteriores ao técnico. Falta de qualidade do elenco, má fase de vários jogadores, ausência de lideranças técnicas, lesões…

A outra é o temor pelo que acarretaria uma mudança faltando oito rodadas para o campeonato acabar. Ao mesmo tempo em que o novo técnico poderia chacoalhar o time, como Muricy Ramalho em 2013, poderia levar mais tempo para se adaptar e a situação desandar de vez. A diretoria do São Paulo crê mais na segunda linha. E acredita que Ricardo ainda pode suportar a pressão.

– Mudança agora seria perder a cabeça, não serviria para nada. Temos de trabalhar – analisou o diretor-executivo Marco Aurélio Cunha, que se irritou com a insistência dos repórteres em saber sobre o futuro de Ricardo Gomes após o clássico.

Pesa contra o técnico o aproveitamento dele pelo São Paulo no Brasileiro. Com a derrota para o Santos, passou a ser de 33%. Foram dez jogos, com duas vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Se o percentual for mantido, os tricolores chegarão ao fim com 44 pontos – têm 36.

Desde que a Série A passou a ser disputada por 20 clubes em pontos corridos, em 2006, a marca rebaixaria o Tricolor em três edições: em 2007 e 2013, escapou-se com 45 pontos, enquanto em 2009 o número subiu para 46 – em 2008, foi de 44.

– Não estou preocupado com meu aproveitamento. Estou preocupado com o São Paulo – decretou Ricardo Gomes, após o clássico.

A pressão só aumenta. Resta saber se Ricardo suportará até o fim. Na segunda, contra o Flu, mais um teste de nervos.

 

Fonte: Lance

6 comentários em “Entenda por que a diretoria do São Paulo segue bancando Ricardo Gomes

  1. A diretoria fez mais um cagada contratando o RG, botafogo esta agradecendo ate hj pq com um interino esta fazendo mais que o RG, eu ainda nao sei ate hj pq fez todo esse esfoço para tirar o RG do botafogo, que nao estava fazendo um boa campanha o time estava na Z-4 e proximo o que ele tinha tanto de bom para vir para o sao paulo que ja estava uma draga por causa de 2 tecnicos terem abandonados o sao paulo em meio a torneios, fizeram tudo errado e agora nao dá para consertar no meio do caminho, a cagada ja foi feita, eu ja teria demitido o RG pq nao conseguiu dar padrao de jogo em nenhum setor o time é horroroso e cai sim se nao abrir o olho, por sorte tem time pior que o nosso, mandava embora o RG e poria o Pintado como interino ate trazer um treinador de verdade, pode ate ser o Luxemburgo que garanto sera melhor que essa porcaria.
    E essa diretoria de tao porcaria que a continuar com as cagadas vao ser a diretoria que conseguiu a proeza de rebaixar nosso glorioso sao paulo.

  2. Falta de qualidade do elenco, má fase de vários jogadores, ausência de lideranças técnicas, lesões…
    (esqueceram de mencionar que não temos uma direção descente desde JJ).
    – Mudança agora seria perder a cabeça, não serviria para nada. Temos de trabalhar – analisou o diretor-executivo Marco Aurélio Cunha…
    (a muito tempo perdemos não somente a cabeça, mas, a compostura, a capacidade diretiva, a moral e outras coisas mais, elementos necessários para que se faça um trabalho correto, eficiente e acima de tudo que honre entidade, hoje totalmente desacreditada, desrespeitada, transformada em chacota pelos adversários, que hoje chegam ao sucesso apenas por que tomaram como base a sua história).
    São Paulo Futebol Clube já foi modelo de sucesso, hoje é de fracasso.

  3. Jogam a responsabilidade para todo mundo, menos para si próprios, que foram os responsáveis pelo péssimo planejamento do ano e pela contratação do Bauza para acabar com o time são-paulino. No ano passado, até com o Doriva, conseguimos nos classificar para a Libertadores! Mesmo que tivessem deixado o Milton Cruz o time não estaria tão ruim. Então, senhores diretores, embora a imprensa publique qualquer merda que possam produzir, os torcedores sabem reconhecer a culpa de cada um neste desastre…

  4. Desculpa MAC, é bom ja ir preparando o elenco para a serie B, com esse elenco não voltaremos tão cedo a seire A.
    Em 10 jogos ganhou 2 vc acha que em 8 vai ganhar 3, se não ganhar 3 vai ser rebaixado, não esqueça que o numero de vitorias na competição conta e muito.
    E alguns um pouco na frente tem mais vitorias.
    Ja que vc pensa assim manda colocar alguns meninos da base, pelo menos vamos ver mais garra e vontade em campo, coisa que não esta tendo com alguns CBD. (come, bebe e dorme).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*