Ceni explica por que Lugano não joga

Mais uma vez, a cena se repetiu. Como no clássico contra o Corinthians, os zagueiros falharam dentro de campo. Fora das quatro linhas, a torcida segue protestando pelo fato de o técnico Rogério Ceni não escalar o uruguaio Diego Lugano, que está a 12 dias do fim do seu contrato com o Tricolor. Até agora, a diretoria não deu nenhuma manifestação sobre o assunto. E, mais uma vez, coube ao comandante são-paulino explicar a razão de não usar o camisa 5.

– O Lugano só pode jogar na sobra no esquema de três zagueiros ou na posição dele, pela direita, com a linha de dois. Não posso expor o Lugano na mesma função do Militão, que tem 20 anos, para enfrentar o Robinho. Ele é um ótimo jogador, assim como o Maicon (escolhido para ficar na sobra). Eu tenho que optar. Não é só ele que fica na reserva. Só cabem 11 no time, outros 17 também ficaram fora – disse o treinador.

Para explicar que não tem nada pessoal contra Lugano, Ceni também citou o nome de Gilberto, que é o artilheiro da equipe na temporada, com 12 gols, e fica como opção no banco de reservas.

– Também gostaria de ver mais o Gilberto em campo. Mas não me lembro de um time no futebol moderno que jogue com dois centroavantes. Mas faço o quê? Tiro o Pratto? Entendo o torcedor. Se a vitória viesse hoje, eles entenderiam os critérios. Mas, com dois centroavantes, quem volta para marcar? É preciso analisar uma série de situação dentro da partida – disse Ceni.

Lugano conversa com Ceni no banco de reservas durante o jogo contra o Atlético-MG (Foto: Marcos Ribolli)

Lugano conversa com Ceni no banco de reservas durante o jogo contra o Atlético-MG (Foto: Marcos Ribolli)

O treinador deixou claro que já deu sua opinião sobre a permanência do atleta e que agora o caso está com a diretoria.

– Não há novidades. Conto com ele até o dia 30 e aí é uma questão da diretoria. Conto com ele como zagueiro, como atleta, como líder do grupo. Se eu precisar escalar, vou escalá-lo, tenho certeza que está preparado. Não é porque está com o contrato acabando que não poderia jogar. Está bem condicionado, dentro da idade dele, não tem nenhum problema – disse Ceni.

A diretoria segue sem se posicionar. Na chegada da equipe, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva e o diretor executivo, Vinícius Pinotti, não quiseram falar com os jornalistas. Na saída, com a derrota para o Atlético-MG, nem apareceram no saguão do estádio do Morumbi.

Fonte: Globo Esporte

4 comentários em “Ceni explica por que Lugano não joga

  1. MAIS UMA LENDA DO NOSSO CLUBE SENDO MASSACRADO RAÇA. NAO RENOVA LUGANO POR FAVOR. SAIA DO CLUBE PELO SEU PASSADO GLORIOSO NAO MANCHE SUA HISTORIA COM ESSE ELENCO MEDIOCRE.

  2. Vou dizer o que o Rogério não pode dizer sobre o Lugano!
    Ele não joga porque ele está pior que o Locão; não tem mais condições de entrar em campo por um time como o São Paulo, disputando os campeonatos que o S.P. disputa. Simples assim. Acho que o Lugano ficaria muito bem no lugar dos atuais auxiliares de campo. Ele seria infinitamente melhor que os que lá estão, principalmente porque o treinador o respeita muito!
    O que ninguém entende é como o Ceni insiste tanto com o Cícero e o Wellington Nem. Esta é a dúvida que gostaria que ele explicasse…

  3. Blá-blá-blá… blá-blá! Cara-pálida, antes você era Presidente por altruísmo, mas agora é profissional. Cara-pálida você tem obrigação de vir a público se explicar. Ou será que vai esperar o time entrar na zona da degola para aparecer?

  4. Não consigo entender a lógica usada nas escalações, se fosse um jogador apenas que a torcida não aceita ainda pode-se pensar que é um jogador de confiança e tal, mas são vários que a torcida não pode nem ver os caras e eles estão lá em todas as oportunidades. Outro agravante é que são jogadores fatais como no caso do Lucão que falha em 90% dos jogos que atua. O que pode ser?, burrice, diretor escalando, empresário ou algo mais que nem sonhamos. A torcida vai ter que escalar o time no grito usando sua arma que é a vaia, neste embalo é série B com grandes possibilidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*