Enérgico, Osorio faz reunião com elenco para discutir erros da goleada

A manhã desta segunda-feira foi de muita conversa no São Paulo. O técnico Juan Carlos Osorio reuniu o elenco para analisar a goleada de 4 a 0 sofrida diante do Palmeiras, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O treinador exigiu reação na próxima quarta-feira, na partida contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Antes de falar com os atletas, Juan Carlos Osorio assistiu duas vezes ao jogo e fez muitas anotações. Depois, com o elenco reunido, expôs o que não deu certo e pediu que alguns jogadores também falassem.

Não digo que foi uma conversa tranquila, mas ele não gritou com ninguém, não estava bravo. Só falou tudo que achava. Pediu que alguns atletas explicassem certas coisas. Foi uma conversa normal depois de uma derrota. Sem dúvida nenhuma, foi bom para que o que aconteceu não se repita nas próximas partidas – afirmou o meia Michel Bastos.

Apesar do placar maior, Michel Bastos acredita que o São Paulo se comportou melhor com relação ao jogo realizado no Campeonato Paulista e que terminou com a vitória rival por 3 a 0.

– O mais frustrante é que, no Paulista, contra a mesma equipe, fizemos partida horrível. Ontem, tínhamos uma proposta de jogar para ganhar a partida. Tentamos, começamos bem, até pelas estatísticas, tivemos 67% de posse de bola (segundo o scout da TV Globo, 64%). Muitas vezes, no entanto, isso não faz ganhar jogo. Pecamos também nas finalizações. Hoje (nesta segunda) foi dia de relembrar um pouco o que aconteceu – ressaltou o meio-campista.

Após a reunião, titulares e reservas foram separados. O grupo principal fez um trabalho físico e depois hidroginástica. Já os suplentes se dirigiram ao campo para um trabalho tático. Pela primeira vez, notou-se um Juan Carlos Osorio com uma atitude mais ríspida.

Em pelo menos três ocasiões, ele deu broncas mais altas: uma em Centurión, outra em Thiago Mendes e uma terceira em Cafu. Também reclamou da movimentação dos atletas em campo.

Nesta terça-feira, o clube fará o último treino antes da partida contra o Atlético-PR pela manhã e o colombiano fechará o trabalho por uma hora.

 

Fonte: Globo Esporte

4 comentários em “Enérgico, Osorio faz reunião com elenco para discutir erros da goleada

  1. Se continuarmos pagando salarios exorbitantes para medalho’es tipo luisito, pato & ganso e na’o nos redirecionarmos como nossos vizinhos Argentina, Uruguai, Paraguai, alias todos que pagam salarios infinitamente menores que os nossos e tem boas equipes, ai’ enta’o sera’ C ou D com certeza, vamos quebrar ou ja’ estamos quebrados. Somos terceiro mundo ou quarto e agimos como primeiro, ta’ na hora de acordar gente.

    • Te’cnicos do primeiro escala’o ganham acima de 500 $
      Osorio na’o sei quanto ganha, mas seguramente e’o dobro
      ou mesmo triplo do que ganhava na Colombia.

  2. Independente dos salarios atrasados, o time estava horrivel, irreconhecivel, Michel vc falou que fomos melhor nesse jogo que levamos de 4, como assim, nao tem nada melhor, so tivessemos sido melhor se tivessemos perdido de 2 ou 1 ou empatado, ai sim seria melhor que o paulista que tb fomos humilhados e de novo humilhados ate seu Rogerio foi humilhado e para que isso, poderia ter aposentado, e mais uma coisa negativa em sua carreira, 2 gols o culpo por esta velho sem reflexo devido, e pior nao orienta mais nada la tras.
    Nao acredito que ganhemos quarta feira, nao que o jogo seja dificil d+, mas sera pq temos muitos erros, muitas falhas, temos de novo um amontoado de jogadores que nao sabem o que fazer o com a bola, nosso tricolor é um time previsivel em tudo, e se isso é culpa da grana atrasada, entao estamos ferrados pq quarta levamos mais um sacode e ai sairemos do G- 4, pq ate agora demos sorte de nao ter saido, mas quarta feira nao escapa.
    Temos sim capacidade de ganhar, mas só se o Ozorio fizer milagre conseguir fazer uma lavagem cerebral na maioria dos jogadores.
    E tenho certeza que o Sr. Ozorio deve estar pensando la no fundo que merda que eu fui fazer, sair do sossego onde era reconhecido os jogadores correspondiam o que eu mandava, o time nao era falido, devendo ate a alma, pegou um abacaxi enorme para descascar, um barco furado que aos poucos vai afundando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.