Encostados com Ney Franco se destacam no São Paulo de Autuori

Sob o comando de Paulo Autuori, o São Paulo começa a se recuperar da maior crise de sua história. E parte dos triunfos se deve a jogadores que não vinham sendo utilizados pelo antecessor do atual treinador, Ney Franco. Na vitória desta terça-feira, sobre o Náutico, que coloca o clube perto de deixar a zona de rebaixamento, a assistência para o gol solitário de Aloísio veio dos pés do lateral esquerdo Reinaldo, que nunca teve uma chance com o treinador anterior.

Reinaldo chegou no fim de maio ao São Paulo. Transferiu-se por empréstimo, do Penapolense ao São Paulo, após deixar o Sport. Ficou no elenco por mais de um mês e só estreou sob o comando de Paulo Autuori, que barrou o argentino Clemente Rodríguez mesmo quando teve as duas opções à disposição. Na viagem ao exterior para as disputas das Copas Audi, Eusébio e Suruga, Reinaldo se saiu bem até quando teve a tarefa de marcar o holandês Arjen Robben, ponta direita do Bayern de Munique (ALE) e autor do gol do último título da Liga dos Campeões.
Além do lateral esquerdo, outro que mal jogou com Ney Franco e que tem sido um dos protagonistas do time de Autuori é o volante Fabrício. O jogador foi afastado pelo treinador anterior por supostamente exercer liderança negativa no vestiário. Nesta terça, ele não foi titular, mas tem sido usado em quase todas as partidas pelo técnico atual.
Desde o retorno ao Morumbi, Autuori pediu a reintegração de Fabrício. Relacionou o volante para os jogos nas primeiras oportunidades que teve. Depois, o jogador conquistou espaço e se firmou.
Outros que não tinham lugares cativos na equipe com Ney Franco e agora são titulares são o volante Wellington e o meia Paulo Henrique Ganso. O primeiro ganhou vaga na equipe mesmo após pedir à diretoria para que aceitasse uma transferência por empréstimo para a Inter de Milão. Tem sido elogiado por Autuori nos últimos confrontos – divide os comentários positivos com Rodrigo Caio. Ganso, da mesma forma, ganha espaço, e fez dois de seus melhores jogos pelo São Paulo recentemente. Foi o melhor em campo na vitória contra o Fluminense, que quebrou a sequência negativa no Brasileirão, e teve outra atuação sólida contra o Botafogo.
A contrapartida fica por conta de Lúcio e Osvaldo. Titular com Ney Franco mesmo após desentendimento durante a Copa Libertadores, foi afastado por Paulo Autuori. Nem viajou com o time para a excursão por Europa e Japão. O atacante não foi isolado do grupo, mas, sem marcar gols desde fevereiro, saiu do time e tem sido reserva. Contra o Náutico, jogou por conta do desfalque de Jadson, mas deverá voltar ao banco na quinta-feira, em confronto contra o Criciúma.
Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.