Em meio à maratona, Toloi vê reservas “ajudando a manter o nível”

Na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, o São Paulo ainda sonha com o título nacional, mas também terá pela frente as fases decisivas da Copa Sul-Americana. Desta forma, o elenco tricolor terá que se desdobrar para disputar as duas competições em alto nível, exigindo um bom rendimento até daqueles que não têm vaga garantida entre os titulares de Muricy Ramalho. Diante deste cenário, Rafael Toloi mostra confiança em seus companheiros e usa o seu próprio caso como exemplo.

Ao voltar para o futebol brasileiro, depois de sua passagem pela Roma-ITA, Rafael Toloi não demorou a garantir sua posição de titular no time de Muricy Ramalho. No final de setembro, porém, teve um estiramento na coxa esquerda, voltando a atuar pelo São Paulo apenas neste final de semana. No período em que ficou afastado, viu a defesa tricolor não mostrar segurança em alguns jogos, mas ainda assim apresentar um rendimento suficiente para se manter entre os líderes.

“Em todos os casos, quando aconteceram as suspensões e lesões, os jogadores que entraram foram muito bem, como no meu caso, em que o Antônio (Carlos) foi bem. Quem está entrando está ajudando o time a manter um bom nível, independente de quem está jogando”, analisou o zagueiro são-paulino, ciente de que a sequência neste final de temporada exigirá ainda mais do elenco.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Titular no time de Muricy Ramalho, o zagueiro conta com o restante do elenco para vencer maratona

Neste sábado, por exemplo, o São Paulo não pôde contar com Alexandre Pato, vetado pelo departamento médico por causa de um edema na coxa esquerda. O atacante também não estará presente no duelo contra a Chapecoense, mas ao menos Muricy Ramalho terá bons substitutos, como Luis Fabiano, Osvaldo e até mesmo Maicon – caso o treinador opte por uma formação mais conservadora.

“A partir de agora, todos os jogos serão difíceis porque todo mundo tem um objetivo, algumas equipes brigarão para fugir do rebaixamento, outros pela Libertadores ou pelo título. Jogaremos contra a Chapecoense, um time forte que sabe jogar em casa, defende bem, tem qualidade no contra-ataque. Então precisamos entrar focados para não dar oportunidade para eles e sair de lá com a vitória”, alertou Toloi.

O reflexo do calendário apertado poderá ser visto já na próxima semana. Depois de encarar a Chapecoense na quarta-feira, o São Paulo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro em um dia inusitado. Por causa das Eleições neste domingo, o duelo contra o Goiás está marcado para segunda-feira, às 20h30 (de Brasília), no Morumbi. Na mesma semana, ainda deve entrar em campo pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, mas a tabela ainda não foi divulgada.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*